Página Inicial > Economia > Balança comercial atinge novo recorde

Balança comercial atinge novo recorde

1, setembro, 2016

A balança comercial brasileira atingiu novo recorde no superávit acumulado. O diretor de Estatística e Apoio às Exportações da Secretaria de Comércio Exterior, Herlon Brandão, anunciou que, de janeiro a agosto de 2016, o saldo positivo chegou a US$ 32 bilhões, e o valor é o maior já registrado para os primeiros oito meses do ano. No mesmo período de 2015, o superávit havia sido pouco mais de US$ 7,3 bilhões. O recorde anterior foi registrado em 2006 (US$ 25 bilhões).

No acumulado de 2016, as exportações chegaram a US$ 123,575 bilhões, com retração de 4,9% em relação ao mesmo período de 2015, pela média diária. E as importações, no período em análise, alcançaram US$ 91,205 bilhões, o que representa queda de 25,5% sobre o mesmo período comparativo.

No mês de agosto, o superávit comercial foi de US$ 4,140 bilhões, 53,9 % superior ao alcançado no mesmo mês do ano passado (US$ 2,691 bilhões). No mês, as exportações foram de US$ 16,989 bilhões, com crescimento 0,2% sobre agosto de 2015 e queda de 5% em relação a julho deste ano, pela média diária. Brandão destacou essa leve alta das vendas externas e lembrou que o registro de crescimento também foi verificado nos meses de fevereiro e abril.

As importações foram de US$ 12,849 bilhões, com retração de 8,3% em relação a agosto do ano passado 0,2% sobre julho último, também pela média diária. Sobre o comportamento das importações, o diretor destacou o fato de agosto ter registrado a menor queda mensal desde novembro de 2014, na comparação com o mesmo mês de ano anterior. A corrente de comércio do mês de agosto alcançou de US$ 29,838 bilhões. Houve diminuição de 3,7%, pela média diária, em relação a agosto 2015.

 Clique aqui e acesse os dados completos da balança comercial brasileira do mês de agosto.

Fonte: Assessoria de Comunicação do MDIC – Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços


Categories: Economia Tags: ,
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. Nenhum trackback ainda.