Arquivo

Textos com Etiquetas ‘Apex Brasil’

Design como diferencial competitivo para as indústrias de máquinas é tema do Abimaq Inova

Amanhã será realizado o 6º Abimaq Inova, na Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos – Abimaq, em São Paulo-SP. Com o tema “Design como diferencial competitivo”, o evento será formado por palestras de Marcelo Rosenbaum e Charles Bezerra e apresentações da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos – Apex-Brasil, da Stratasys-LWT sobre tecnologia de impressão 3D e de casos de design da indústria de máquinas e equipamentos contados por representantes das empresas WDS, Perenne e Bralyx.

A intenção é discutir a criatividade na indústria de máquinas e equipamentos a partir da intervenção do design na diferenciação de produtos, abordando identidade visual, redesenho de peças, partes e componentes para redução de custo, aumento da produtividade e economia de materiais; e melhoria da ergonomia, entre outros temas.


Setor de máquinas participa da Missão Empresarial à América do Sul que começa amanhã

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior – MDIC e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos – Apex-Brasil organizam, entre 21 e 24 de maio, a Missão Empresarial do Brasil à América do Sul: Colômbia e Peru. Participarão representantes de 46 empresas brasileiras dos setores de máquinas e equipamentos (incluindo autopeças, eletrônicos e metalurgia), casa e construção, alimentos e bebidas e serviços de design.

A expectativa é de que cada companhia tenha de oito a dez reuniões de negócios em cada país, com importadores ou possíveis parceiros previamente selecionados. Também participarão executivos da Argentina, Bolívia, Equador, Panamá e Chile.

“Essa é mais uma missão que realizamos para aumentar as exportações brasileiras no continente sul-americano, que é um importante mercado em que vendemos mais de um quarto dos nossos produtos industrializados. Por isso, é fundamental manter a nossa presença e buscar ampliá-la”, disse a secretária de Comércio Exterior do MDIC, Tatiana Lacerda Prazeres. Mauricio Borges, presidente da Apex-Brasil, completou que anualmente são realizadas missões comerciais para esses países com excelentes resultados.

Em 2012, a missão resultou em negócios de US$ 57,25 milhões para as 42 empresas que participaram, sendo US$ 24 milhões a partir dos encontros em Bogotá e US$ 33,25 milhões obtidos pelas reuniões em Lima. A iniciativa também tem o apoio do Ministério das Relações Exteriores – MRE e da Confederação Nacional da Indústria – CNI.


Apex-Brasil incentiva negócios com a Arábia Saudita

O Seminário Mercado Foco Arábia Saudita, promovido hoje pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos – Apex-Brasil, em São Paulo, apresentou as oportunidades para exportadores brasileiros e as informações sobre o panorama atual, as tendências e as ferramentas de promoção de comércio mais adequadas à atuação das empresas naquele país. Também foram abordadas questões culturais, jurídicas, econômicas e logísticas. Técnicos da Apex-Brasil comentaram o apoio oferecido ao exportador brasileiro pelo Centro de Negócios da Agência em Dubai, que atende toda a região do Oriente Médio.

“Pretendemos trabalhar para suprir a necessidade de informação que o brasileiro tem em relação ao mercado saudita e mostrar que há espaço para diversificarmos o comércio bilateral”, disse Juarez Leal, coordenador da Unidade de Estratégia de Mercado da Apex-Brasil. “As empresas que já operam na região encontram um mercado fértil e interessado no Brasil. Os números mostram isso. As exportações brasileiras para a Arábia Saudita tiveram crescimento nos últimos anos.”

A programação incluiu ainda depoimentos de empresas brasileiras que comercializam seus produtos na Arábia Saudita, como a Garoto, e de empresários instalados na região, como Omar Khaled Hamaqui, diretor da Engreport, empresa de tecnologia de construção e serviços de engenharia.

O evento teve apoio da Confederação Nacional da Indústria e da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo e colaboração da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira.

A Apex-Brasil produziu um estudo de oportunidades de negócios na Arábia Saudita que apontou os principais produtos brasileiros com maior potencial de crescimento naquele mercado. Acesse o estudo aqui.


País parceiro da CeBIT 2012, Brasil bate seu recorde de empresas participantes

A delegação brasileira da CeBIT 2012 – evento da indústria digital que ocorre de 6 a 10 de março em Hannover, na Alemanha – será a maior de todas as edições, com a participação de mais de 76 empresas, como a Padtec, a BRToken e a GAS Tecnologia, além de instituições privadas e governamentais, distribuídas em seis estandes entre os pavilhões. As representantes nacionais levarão para a mostra um vasto portfólio de soluções, de módulo para equipamentos de transmissão óptica a 100 Gb/s por segundo, passando por cloud computing e contra crimes cibernéticos.

Como país parceiro, a presença brasileira será ampla. A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos – Apex-Brasil promoverá quatro seminários Invest in Brazil, de 6 a 9 de março, com os temas smart grids, cloud computing, semicondutores e inovação. O seminário técnico-comercial da Associação para a Promoção da Excelência do Software Brasileiro, conhecida como Softex, da Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação – Brasscom e da Bitkom, associação alemã de empresas de tecnologia da informação, também faz parte do evento. Clique aqui para conferir a programação completa.

A presidente Dilma Rousseff confirmou presença na solenidade de abertura oficial, programada para o dia 5 de março. Além disso, a presidente deve receber a chanceler Angela Merkel no pavilhão central do Brasil, no dia 6.

Com faturamento de US$ 171 bilhões registrados em 2010, o que representa 8% do Produto Interno Bruto – PIB nacional, o Brasil é o sétimo maior mercado interno de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), segundo dados do estudo encomendado pela Brasscom à consultoria IDC. Os investimentos realizados no setor, bem como o bom momento vivido pela economia brasileira, tornam o País uma referência no cenário internacional, informou a Softex.