Arquivo

Textos com Etiquetas ‘Automação Industrial’

Automação industrial – novas tecnologias para acelerar a modernização do parque fabril

Imprescindível para as indústrias que buscam maior competitividade num mercado globalizado e cada vez mais exigente de soluções eficientes, a automação industrial é decisiva para acelerar a modernização do parque fabril em todas as etapas de produção. Ela introduz no chão de fábrica a necessidade de adoção de novas tecnologias, capazes de proporcionar mais eficiência, produtividade, exatidão, qualidade e segurança, além de contribuir com a redução de custos e eficiência energética.

Por isso, reunimos na seção “Automação Industrial”, da Revista NEI de novembro/dezembro de 2016, algumas novidades em automação industrial pesquisadas nos mercados nacional e internacional que podem ajudá-lo a incrementar os processos produtivos de sua empresa.

Para conhecer as novas soluções apresentadas na edição de nov/dez da Revista NEI, incluindo as de automação industrial, acesse a seção “Lançamentos de Produtos” do NEI.com.br, clicando aqui.

 

Panorama da automação industrial

Os modos de produção vêm se transformando nos últimos anos, impactados pelos avanços da quarta revolução industrial.  Segundo Renato Ely Castro, professor da Faculdade SENAI de Tecnologia de Porto Alegre/RS, a Indústria 4.0 está associada a um novo modelo de negócio que, no âmbito da automação, demanda capacidades de operação em tempo real, virtualização dos processos, distribuição (descentralização) das funções de controle, orientação a serviços, “eficientização” dos processos produtivos, estruturação e modularização das aplicações, ou seja, produzir mais, melhor, mais rápido e com menos impacto energético. O tema eficiência energética, de acordo com o professor, está em evidência e a automação desempenha importante papel nesse contexto.

Nessa área, as inovações acontecem com rapidez. Renato Ely destaca o crescimento consistente da rede Ethernet Industrial que, por sua natureza padronizada, aberta e com múltiplos fornecedores, facilita a monitoração e o controle de processos, otimizando o tempo de produção. Com o avanço da Internet das Coisas no meio industrial, cresce em importância a automação baseada em PC (IPC), afirma o docente, agregando novas possibilidades ao já consagrado controlador programável (PLC), como, por exemplo, maior flexibilidade, conectividade e desempenho, mídias variadas de armazenamento e novas soluções de interfaces de operação (HMI).

No âmbito do desenvolvimento de programas aplicativos, Renato Ely ressalta o conceito de programação modularizada e estruturada preconizado pela IEC 61131, que enfatiza o uso de blocos funcionais (FBs), facilitando a reutilização, portabilidade e validação da aplicação, incluindo a redução no tempo de comissionamento dos sistemas.

O avanço das novas tecnologias aplicadas à automação industrial também vai exigir profissionais bem preparados. O perfil do engenheiro que trabalha nessa área, por exemplo, deve ser multidisciplinar, como sugere o professor, agregando competências que incluem a gestão (liderança) de projetos de sistemas automatizados, o conhecimento das novas tecnologias, tanto de hardware quanto de software, e a busca de soluções inovadoras em automação industrial. Sem contar, é claro, do domínio de ferramentas de tecnologia da informação e comunicação (TIC).


Eficiência é a palavra de ordem!

Diariamente recebemos as mais diversas informações sobre o mundo empresarial: lançamentos de produtos, feiras de negócios, notícias econômicas, pesquisas, descobertas e artigos de especialistas. Uma infinidade de temas, áreas e empresas. O que tem nos chamado a atenção são as soluções que muitas companhias estão ofertando e também adotando para reduzir custos e ser mais eficientes. Desde iniciativas para economizar energia e fazer uso racional da água – com práticas conscientes e novas tecnologias –, até revisitar e simplificar processos, reduzir custos, descobrir novas estratégias de negócios e investir na inovação de produtos – valorizando seu papel na busca de eficiência.

E essa tem sido a palavra de ordem na indústria – EFICIÊNCIA. Em entrevista recente à NEI, o gerente de desenvolvimento de negócios da Mitsubishi Electric, Luiz Tadashi Akuta, afirmou que o cenário atual – aqui e lá fora – dá sinais de uma megatendência: inovar focando eficiência e otimização. Segundo Tadashi Akuta, precisamos preparar nossas fábricas para se tornar o mais eficiente possível; assim reagirão com muito mais velocidade e custo baixo tão logo o mercado volte a aquecer.

Por isso a necessidade de conhecer soluções tecnológicas que realmente venham somar, ajudando a indústria a se tornar mais moderna e eficiente. A edição da Revista NEI de agosto dedica parte de seu conteúdo editorial ao tema Automação Industrial, essencial para as companhias que planejam otimizar sua manufatura e obter maior eficiência, qualidade e menores custos.  São mais de 40 novos produtos voltados à automatização dos mais variados processos industriais! Algumas das notícias apresentadas nessa edição estão alinhadas à Indústria 4.0 – conceito que preconiza a evolução dos sistemas produtivos atuais a partir do uso de redes inteligentes, Internet das Coisas e Big Data.

Para aprofundar esse tema, ainda pouco disseminado no Brasil, conversamos com três especialistas no assunto que ajudaram a conceituar a indústria 4.0, explicando seus benefícios e desafios: Fabrício Junqueira, docente e membro do Laboratório de Sistemas de Automação da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo; Roberto dos Santos, gerente regional de produtos para as Américas da Festo Brasil; e Carlos Cesar A. Eguti, pesquisador e pós-doutorando do Centro de Competência em Manufatura do ITA. Essa reportagem abre a seção Automação Industrial na página 18. Uma evolução da indústria do século XVIII até a Indústria 4.0. também pode ser conferida no artigo exclusivo de Eguti, divulgado aqui.

A Indústria 4.0 tem sido foco dos debates em todo o mundo. Seus benefícios estão relacionados ao aumento de produtividade, redução de custos, melhoria da qualidade, aumento da segurança e precisão, economia de energia, fim do desperdício e personalização. Tudo isso impacta no desenvolvimento de novas soluções que venham acrescentar eficiência ao processo industrial. Independente do momento econômico atual, as inovações estão acontecendo. E sua empresa precisa conhecê-las!


As novidades da Siemens na Hannover Messe 2013

Totally Integrated Automation – TIA, Integrated Drive System – IDS, conceito de integração tripla e manutenção proativa baseada em condições serão as principais novidades da Siemens, empresa especializada em engenharia elétrica e eletrônica, na Hannover Messe 2013. Considerada a maior feira industrial global, o evento acontecerá entre 8 e 12 de abril, em Hannover, na Alemanha.

“Fazendo as coisas do jeito certo: conectando a produtividade com a eficiência”. É com base no tema de seu estande que a Siemens pretende expor soluções integradas para os processos de planejamento, engenharia e produção, sistemas mecânicos e elétricos e tecnologia da informação.

A Automação Totalmente Integrada (Totally Integrated Automation – TIA) é um dos destaques da empresa. O conceito promete oferecer soluções para os setores de fabricação e processamento através da integração de uma série de produtos e sistemas tecnológicos.

Em primeira mão, a Siemens apresentará também o conceito de Sistema de Drive Integrado (Integrated Drive System – IDS), um portfólio integrado baseado na TIA, que abrange quase todas as tarefas dos drives elétricos, permitindo a configuração ideal da unidade de tração para cada tarefa específica.

Já a estratégia denominada “integração tripla” é a promessa da empresa para agilizar o desenvolvimento dos produtos e possibilitar que a operação seja econômica e sustentável. Nesse processo, primeiramente é implementada a integração horizontal da unidade de tração, assegurando interação harmoniosa e dimensionamento positivo de todos os subcomponentes – desde o conversor até a unidade de motor e engrenagens. Em segundo lugar, com base na integração vertical, esses sistemas também são projetados, configurados e conectados em rede por meio da TIA, até o nível de controle. E em terceiro lugar, o IDS inclui soluções adequadas de software industrial para integração ao longo de todo o ciclo de vida de uma aplicação. “Estamos implantando o Integrated Drive System tanto em aplicações pequenas como em outras complexas”, diz Uwe Frank, executivo-chefe da Unidade de Negócios de Controle de Movimentos da Siemens, afirmando ainda que esse conceito abrange, além dos serviços industriais integrados, o projeto, planejamento, engenharia, ativação e a operação.

Na área de automação industrial, o foco da empresa está na versão 12 da estrutura de engenharia da TIA Portal como plataforma de engenharia inovadora que permite a integração de processos de automação ao longo de toda a cadeia de valor. Caracterizado pelo desempenho estável e pela grande quantidade de funções de controle de movimento e segurança integradas de fábrica, o novo controlador da geração Simatic S7-1500 será outro destaque no estande da empresa.

Segundo Eckard Eberle, executivo-chefe da Unidade de Negócios de Sistemas de Automação Industrial, a Tecnologia da Informação – TI será o principal fator para a evolução do setor. “A penetração da TI na indústria continuará a crescer. À medida que aumenta a complexidade dos produtos e das plantas de nossos clientes, o apoio ao processo de engenharia baseado em software continuará sendo a mais importante alavanca de produtividade na área de automação industrial”, comenta.

Em relação aos serviços industriais inteligentes e integrados, a manutenção proativa baseada em condições, principalmente as inspeções via serviço remoto, chamará a atenção dos visitantes no estande da Siemens. Usando exemplos como o monitoramento de condições e o serviço remoto Simatic, a empresa mostrará como as máquinas e plantas podem ser monitoradas preventivamente, como os tempos de paralisação podem ser diminuídos e como a disponibilidade das plantas industriais pode aumentar através de serviços de TI.


Mitsubishi amplia seu envolvimento na automação industrial

A Mitsubishi Electric Corporation inaugurou uma nova empresa em Boituva (SP) para reforçar os negócios de controladores numéricos computadorizados – CNC da companhia no mercado brasileiro. A Melco CNC do Brasil Comércio e Serviços S.A. nasce com capital de US$ 1.3 milhão, 20 funcionários e o objetivo de atingir US$ 25 milhões em vendas anuais até março de 2016. A intenção também é inaugurar escritórios no Sul e Nordeste do Brasil.

Em julho de 2012, visando atender a crescente demanda no mercado brasileiro, a Mitsubishi Electric assinou acordo de transferência de empresa para a compra das divisões de vendas e serviços em CNC da Automotion Indústria, Comércio, Importação e Exportação Ltda., uma agência local de serviços e vendas que tem fornecido produtos de automação, componentes e ferramentas de máquinas para a Mitsubishi Electric há mais de 20 anos.


As novas soluções de automação que vão otimizar as plantas industriais

A crescente automação na indústria introduz no chão de fábrica a necessidade de mais instrumentos, dispositivos e soluções tecnológicas que ajudem a garantir a segurança de processos e de operadores, a manter as máquinas e equipamentos ajustados a padrões de qualidade e produtividade predefinidos e a realizar tarefas repetitivas e automáticas com grande acuidade. Por isso, a automação se tornou uma meta permanente na indústria.

Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica – ABINEE, o faturamento da área de automação industrial cresceu 15% no primeiro semestre de 2011 em relação ao mesmo período de 2010. Para este ano, prevê-se crescimento no faturamento dessa área de 9% comparado com o de 2010.

Neste link, você confere 44 lançamentos de produtos pesquisados pela Central de Geração de Conteúdo de NEI junto aos fabricantes nacionais e internacionais de equipamentos e dispositivos aplicados à automação industrial.


WEG e Cestari formam joint venture de redutores

24, outubro, 2011 Deixar um comentário

A catarinense WEG e a paulista Cestari anunciaram no final da semana passada a formação de joint venture para o desenvolvimento, a fabricação e comercialização de redutores e motorredutores.

Pelo acordo, a WEG vai adquirir 50% mais uma ação da joint venture, que será composta dos ativos relacionados à fabricação de redutores de velocidade da Cestari (as unidades da Cestari nas áreas Automotiva e Service não fazem parte do acordo). Quanto aos produtos, resultarão de uma combinação das soluções de motores elétricos e sistemas de automação industrial oferecidas pela WEG e os redutores de velocidade e motorredutores desenvolvidos pela Cestari em pacotes de soluções integradas.

De acordo com nota divulgada pelas empresas, “as soluções power transmission, que integram motor elétrico, inversor de frequência e redutor de velocidade, são cada vez mais demandadas pelo mercado, pois melhoram o desempenho operacional e maximizam a eficiência energética”.

“Acreditamos que a joint venture com a Cestari, por sua tradição e reconhecimento de marca, irá contribuir significativamente para nosso crescimento no segmento de Power Transmission”, afirmou o diretor-superintendente da WEG Motores, Siegfried Kreutzfeld. “Nossa estratégia de oferecer soluções completas fica ainda mais forte agora, com uma linha de produtos ampla e flexível, combinando soluções elétricas e mecânicas”.

Segundo Alcides Cestari Netto, diretor-superintendente da Cestari, “a união das duas empresas deverá transformar o novo negócio em uma potência no mercado de transmissão, com presença de mercado fortalecida pela rede de representantes e distribuição da WEG, ampliando nossos canais de vendas”

A Cestari é um dos líderes no mercado brasileiro de redutores de velocidade e está sediada em Monte Alto, Estado de São Paulo, onde possui estrutura verticalizada de produção, com processos de fundição em ferro, bronze e alumínio, além de um moderno setor de usinagem.

Fonte: http://www.weg.net/br/Media-Center/Noticias/Produtos-e-Solucoes/WEG-entra-no-mercado-de-redutores-e-motorredutores


Expectativa de negócios para a 20ª Mercopar é de R$ 110 milhões

20, outubro, 2011 Deixar um comentário

Feira de inovação industrial realizada de 18 a 21/10, em Caxias do Sul – RS, com mais de 500 expositores

Com expectativa de gerar R$ 110 milhões em negócios, a 20ª edição da Feira de Subcontratação e Inovação Industrial transforma-se, nesta semana, no centro das atenções dos setores de Automação Industrial, Borracha, Eletroeletrônico, Energia e Meio Ambiente, Metalmecânico, Movimentação e Armazenagem de Materiais, Plástico e Serviços Industriais. A Mercopar começou nesta terça-feira (18) e segue até a próxima sexta-feira (21), das 14h às 21h, no Centro de Feiras e Eventos da Festa da Uva, em Caxias do Sul – RS. A promoção é do Sebrae/RS e da Hannover Fairs Sulamerica, empresa do Grupo Deutsche Messe AG.

Mais de 500 expositores ocuparão uma área de 19.500 m², representando o Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Estados Unidos, Inglaterra e África do Sul. Durante os quatro dias de feira são esperados mais de 30 mil visitantes, incluindo 19 missões empresariais de várias regiões do Rio Grande do Sul.

O presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae/RS, Vitor Augusto Koch, destaca a importância histórica da Mercopar 2011. “Chegamos à vigésima edição da feira consolidando-a como o maior evento de subcontratação e inovação industrial da América Latina. Queremos, mais uma vez, repetir o sucesso das edições anteriores, gerando um forte impulso às empresas expositoras de diversos setores que estarão na feira, por meio da prospecção de novos negócios, de novas tecnologias e de novos clientes”, salienta.

Vitor Koch enfatiza, ainda, que a cada nova edição, “a Mercopar se transforma no palco adequado para que as empresas apresentem suas novidades, dando um salto em matéria de competitividade, com expressivo aumento no volume de vendas, valorizando e consolidando seus produtos”. O presidente do Sebrae/RS valoriza, também, a bem sucedida parceria entre a instituição e a Hannover Fairs Sulamerica, que “cria este ambiente adequado ao crescimento e a inovação constantes. Completar 20 edições consecutivas é um acontecimento importantíssimo, demonstrando que a Mercopar tem cumprido plenamente o objetivo de ser um dos mais importantes polos de negócios da América Latina, com um perfil absolutamente dinâmico e atualizado”.

Para o diretor da Hannover Fairs Sulamerica, Constantino Bäumle, a Mercopar tem entre suas principais características a capacidade de se renovar a cada edição, alcançando sua consolidação como evento gerador de negócios. “São duas décadas em que a feira consegue crescer em todos os aspectos. E neste ano não será diferente. Os expositores estão investindo em seus estandes e, o mais importante, estão otimistas quanto aos resultados que podem ser alcançados durante os quatro dias do evento. Teremos novamente uma grande Mercopar, com toda a certeza”, destaca Bäumle.

Foco nos negócios 

A 20ª edição da Mercopar conta com uma programação paralela com foco na promoção de negócios. Um dos destaques é o Projeto Comprador Nacional e Internacional, aproximando as empresas expositoras e os executivos de grandes grupos empresariais, por meio de encontros pré-agendados, impulsionando a prática da subcontratação industrial. A abertura oficial acontece nesta terça-feira, às 20h. Antes, às 17h30min, o economista e consultor financeiro e de investimentos Ricardo Amorim, apresentará a palestra “Brasil condenado a crescer: consequências, oportunidades e desafios da crise econômica mundial para as empresas brasileiras”. Também estão previstas rodadas de negócios direcionadas aos setores de Petróleo, Gás e Energia, Software e Serviços, entre outras atividades.


Polo metalmecânico do RS atrai empresas paulistas

9, setembro, 2011 Deixar um comentário

Visando ampliar mercados e aumentar a visibilidade da marca, empresas paulistas investem em novas filiais na região e se reúnem anualmente na Mercopar, mais importante feira de inovação industrial da América Latina, que acontece em outubro, em Caxias do Sul.

Ponto de encontro para as empresas fornecedoras dos setores de Automação Industrial, Borracha, Eletroeletrônico, Energia e Meio Ambiente, Metalmecânico, Movimentação e Armazenagem de Materiais, Plástico e Serviços Industriais, a Mercopar é considerada hoje, em sua 20ª edição, a mais importante Feira de Subcontratação e Inovação Industrial da América Latina.

O evento acontece de 18 e 21 de outubro, no Centro de Feiras e Eventos da Festa da Uva, em Caxias do Sul – RS e deverá reunir mais de 500 expositores nacionais e internacionais, em seus quatro dias de realização. Desses, aproximadamente 25% são empresas paulistas, que buscam ampliar ou fortalecer sua rede de contatos de negócios e clientes no Sul do País. “Elas apostam no potencial da região e seus investimentos incluem, além da participação na feira, novas filiais e representações locais” conta Constantino Bäumle, diretor da Hannover Fairs Sulamerica, empresa do Grupo Deutsche Messe AG, promotor do evento realizado em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Sul (Sebrae/RS).

É o caso da empresa Aços Vic, com sede na capital paulista, que atua no segmento de trefilação (processo mecânico que confere aos materiais precisão dimensional e melhor propriedade mecânica) de barras de aço e de tubos e que conta com representação comercial em Caxias do Sul. “Nossa presença na Mercopar se insere na estratégia de incrementar a participação de nossa linha de produtos nos mercados da região Sul do Brasil e do Mercosul, que Caxias do Sul representa como polo industrial irradiador de conhecimento e inovação”, explica Nilton Troiani, diretor comercial. Segundo ele, a Aços Vic fornece principalmente para a indústria de autopeças e motocicletas e ainda para fabricantes de compressores, motores, eletrodomésticos e linha branca.

Nova base de negócios em Caxias do Sul

O Grupo Açotubo, de Guarulhos/SP, é um dos que investe na região e participa da feira com o objetivo de encontrar clientes e identificar novas oportunidades de projetos e negócios. “Com a nova filial em Caxias do Sul e com a de Porto Alegre, vamos atuar fortemente em todo o estado do Rio Grande do Sul”, conta José Ribamar Bassi, diretor comercial. De acordo com ele, a nova base em Caxias conta com toda a linha de produtos e serviços oferecidos pela empresa – como eixos usinados e tratados para moenda de cana, barras de aço, perfis estruturais e tubos de aço carbono, entre outros – e será o grande destaque da empresa na feira.

Recentemente a companhia anunciou a fusão com as empresas Incotep e Artex Aços Inoxidáveis, já pertencentes ao Grupo e colocou no ar seu novo portal criando um canal para orçamentos online e consultoria técnica. “Essas iniciativas devem contribuir para o alcance da nossa projeção de faturamento, que é de R$ 900 milhões este ano, e com a perspectiva de ultrapassarmos a marca de R$ 1 bilhão, em 2012”, informa o executivo.

Faturamento global de 1,6 bilhão de euros

Assídua expositora da Mercopar, a SEW-Eurodrive, multinacional de origem alemã fabricante de bens de capital, está no mercado brasileiro desde 1977 e posiciona-se como líder no segmento de acionamentos para a indústria nacional. Seus equipamentos para acionamento de máquinas são utilizados em diversos setores industriais e empregados em todo tipo de equipamento que necessite de movimento, incluindo aqueles presentes no dia a dia dos consumidores, como escadas rolantes, tetos retráteis, elevadores e esteiras de bagagem em aeroportos, entre outros. A empresa atua em mais de 44 países e possui 15 fábricas instaladas na França, Finlândia, Estados Unidos, Rússia, China e Brasil.

“Participamos há vários anos da feira sempre apresentando nossos principais lançamentos e inovações. A Mercopar é uma excelente oportunidade para estreitar o relacionamento com os clientes da região e prospectar novos negócios”, diz Alexandre dos Reis, diretor de marketing e vendas.

Segundo ele, a subsidiária brasileira possui duas fábricas (Guarulhos/SP e Indaiatuba/SP), três montadoras (Guarulhos/SP, Joinville/SC e de Rio Claro/SP), 15 filiais regionais de vendas (incluindo a filial do Rio Grande do Sul, com base em Porto Alegre), 15 centros de serviços e uma rede de representantes que cobre todo o País. “Empregamos cerca de 1.700 profissionais no Brasil e nossa estrutura inclui ainda 75 montadoras localizadas em vários pontos do mundo. Atualmente, o Grupo conta com mais de 13 mil funcionários e fatura globalmente cerca de 1,6 bilhão de euros”, finaliza Reis.


A importância dos computadores na automação industrial

6, setembro, 2011 1 comentário

Atualmente, as empresas estão entendendo cada vez mais o potencial da automação industrial e do controle de processos; a pirâmide está cada vez mais compreendida e completa nas indústrias de vários segmentos, mas, infelizmente, alguns gestores de projetos de automação estão esquecendo que em um projeto desses não apenas os PLCs, instrumentos e softwares são importantes, mas também os computadores que irão integrar toda essa parafernália. Vejamos um exemplo:

Uma empresa compra vários PLCs Rockwell para implantar um projeto de automação de uma esteira transportadora. Além dos PLCs, compra também motores, inversores de frequência, painéis elétricos e um software SCADA para supervisão do processo. No entanto, o computador não foi dimensionado por um profissional de automação ou de informática com conhecimentos sobre o sistema SCADA adotado. Existe um risco de utilizarmos um computador que não tenha as características técnicas indispensáveis para o trabalho com tais equipamentos.

Hoje os computadores estão cada vez mais ganhando espaço na automação, seja no chão de fábrica, para controlar máquinas ou servirem de terminais avançados, como na sala da diretoria geral, para acompanhar a produção em tempo real e dimensionar as vendas de acordo com a produção Just in time.

Para isso é de bastante importância o estudo e conhecimento dos computadores que estão hoje disponíveis para o mercado de automação industrial.

Links Relacionados:
Artigos
Cursos e eventos
Notícias de produto por categorias
Fornecedores
 

Crédito: Kleber Oliveira Guimarães Falcão é graduado em licenciatura Matemática pela Unavida, técnico em automação industrial pelo Senai, e técnico em eletrônica pela Escola Técnica Redentorista.


Campinas sediará evento de Automação Industrial

30, agosto, 2011 Deixar um comentário

Acontecerá no dia 18 de Outubro, no Ginásio Poli Esportivo da Unisal – Universidade Salesiana, o 4º Seminário e Exposição de Novas Tecnologias em Automação Industrial –  ISA EXPO CAMPINAS 2011. O Evento é organizado pela ISA International Society of Automation, entidade internacional que congrega cerca de 25.000 profissionais, cujo objetivo é desenvolver e estimular as iniciativas relacionadas com a teoria, o projeto, a produção a utilização de instrumentação, computadores e sistemas de medição, aplicados no controle e automação industrial nos vários ramos científicos e tecnológicos, além de maximizar o valor do trabalho dos profissionais em suas áreas de abrangências.

A primeira Edição do Evento aconteceu na cidade de Ribeirão Preto, voltado ao mercado Sucroalcooleiro e reuniu mais de 500 pessoas que puderam ter acesso a palestras técnicas e também a exposição de produtos e equipamentos.

A 3ª edição, aconteceu na cidade de Campinas reunindo mais de 900 pessoas.

A cidade de Campinas foi escolhida devido à excelente localização, uma vez que a RMC reúne 19 municípios e ainda tem ligação com a Região Metropolitana Paulista.  Atualmente a RMC comporta um parque industrial abrangente, diversificado, possuindo uma estrutura agrícola e agroindustrial bastante significativa. A produção industrial diversificada nos científico / tecnológico, notadamente em diversos municípios da região vem apresentando crescentes ganhos de competitividade nos mercados interno e externo.

O evento além de trazer palestras técnicas, apresentadas por profissionais de mercado, também contará com uma área de exposição, onde os participantes poderão ter acesso as mais novas tecnologias do setor.

A ISA pretende reunir cerca de 1200 pessoas no evento, dentre elas profissionais, estudantes e acadêmicos da área de Automação Industrial e Controle de Processos.

O evento é gratuito e as inscrições podem ser feitas neste link.

Links relacionados:
Artigos
Notícias de produtos
Produtos por categoria
Cursos e eventos
 
Crédito: Wesley Sarto é graduado em Publicidade e Propaganda pela Universidade Metodista de São Paulo e pós-graduado em Marketing pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Desde de 2004 atua na área de comunicação e marketing e desde de 2007 integra a equipe de NEI Soluções.