Arquivo

Textos com Etiquetas ‘Barris’

Recorde: Petrobras produz 2,139 milhões de barris/dia

O desempenho contribui para a redução das importações de derivados, respeitando integralmente os princípios de Segurança, Meio Ambiente e Saúde – SMS que norteiam as ações da Companhia. Este é o terceiro recorde mensal de processamento de petróleo atingido em 2013.

Segundo a Petrobras, no mês de julho, a carga média processada de petróleo nas suas refinarias no Brasil foi de 2,139 milhões de barris de petróleo por dia (bpd), o que representa um acréscimo de 29 mil bpd frente ao recorde mensal anterior de 2,110 milhões de bpd, obtido em maio de 2013.


Pré-sal supera 192 milhões de barris de óleo equivalente, informa Petrobras

A produção acumulada dos reservatórios do pré-sal nas bacias de Campos e Santos desde 2008 até abril de 2013 chegou a 192,4 milhões de barris de óleo equivalente (petróleo e gás natural), afirmou Carlos Tadeu Fraga, gerente executivo do pré-sal da área de Exploração e Produção da Petrobras, em apresentação na Offshore Technology Conference 2013, que ocorreu neste mês nos Estados Unidos. Segundo ele, a produção diária superou 311 mil barris por dia em 17 de abril, mais do que o dobro da produção de 2011, de 121 mil barris por dia, em média. A produção média do mês de abril no pré-sal foi de 294 mil barris por dia.

No evento, Fraga informou que existem sete plataformas e 19 poços produzindo atualmente no pré-sal, nas duas bacias. Ele destacou a produção média por poço do FPSO (sigla em inglês para unidade flutuante que produz e armazena petróleo) Cidade de Angra dos Reis, no projeto-piloto de Lula, de cerca de 25 mil barris por dia, valor superior às previsões de 15 mil barris por dia. Ressaltou também a entrada em produção do FPSO Cidade de São Paulo, em Sapinhoá, em janeiro deste ano e informou que o FPSO Cidade de Paraty, destinado a Lula Nordeste, já se encontra na locação e o início da produção ocorrerá ainda neste mês.

Fraga dimensionou o pré-sal ao público: “A área total da província, de 150 mil km², equivale a seis mil blocos do Golfo do México”. Ele disse que a companhia tem conseguido reduzir o tempo de perfuração dos poços no pré-sal. “Estamos trabalhando para reduzir custos de perfuração, que compõem 50% dos investimentos. O tempo de perfuração já caiu 50% desde 2006. À época, a média era de 134 dias para a perfuração e hoje conseguimos isso em 70 dias, o que é excelente”.

O Plano de Negócios da Petrobras para o período de 2013 a 2017 prevê que a marca de 1 milhão de barris por dia (bpd) operada pela Petrobras no pré-sal será superada em 2017 e atingirá 2,1 milhões de bpd em 2020.


Produção do petróleo no pré-sal deve superar 1 mi de barris em 2017

O Plano de Negócios e Gestão 2013-2017, apresentado nesta semana, indica que a produção de petróleo extraído da camada pré-sal no Brasil pela Petrobras deve superar 1 milhão de barris em 2017.

O plano prevê também que a produção chegará a 2,1 milhões de barris de petróleo em 2020. Entre os desafios tecnológicos já superados, segundo Graça Foster, presidenta da Petrobras, estão a redução do tempo necessário para preparar um poço e a realização de sísmicas (buscas) de alta resolução, que garantem maior sucesso exploratório.

De acordo com Graça, a produção do pré-sal chegou a 300 mil barris por dia em fevereiro deste ano. Ela ressaltou que a empresa levou sete anos para atingir essa marca. Na Bacia de Campos, por exemplo, foram necessários 11 anos; na porção americana do Golfo do México, 17 anos; e no Mar do Norte, 9 anos.

Fonte: com informações da Agência Brasil.


Produção de gás natural tem alta de 6,2% em 2011

O volume de gás natural (sem gás liquefeito) produzido pela Petrobras no Brasil foi 6,2% acima da produção de 2010, atingindo 56 milhões 374 mil metros cúbicos/dia. Já a produção de petróleo bateu o recorde anual, alcançando média diária de 2.021.779 barris (17.607 barris a mais que a produção de 2010). Considerando a soma da produção de petróleo e gás natural, o volume registrado de 2.376.359 barris/dia  também foi recorde, indicando alta de 1,6% em relação a 2010.

No exterior, em 2011, a produção de gás natural foi de 6 milhões 538 mil metros cúbicos/dia, indicando um crescimento de 3,3% frente a 2010. Já o volume de 147.511 barris/dia produzido de petróleo apontou retração de 2,5%. Somando a produção de gás e petróleo, a Petrobras fechou o ano de 2011 com pequena queda, de 0,2%.

Os resultados de dezembro último, comparados com novembro, indicam crescimento contínuo na produção de gás e petróleo no Brasil: gás natural (sem gás liquefeito): aumentou 5,3% frente a novembro; petróleo: 1,1% e petróleo e gás: aumentou 1,7%.