Arquivo

Textos com Etiquetas ‘emprego’

Setor eletroeletrônico está mais confiante

Dois estudos realizados pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica – Abinee mostram que o setor eletroeletrônico está mais confiante. Em junho, uma sondagem com as indústrias elétricas e eletrônicas revela que 66% delas estão confiantes na melhora do desempenho da economia em decorrência da mudança no Executivo. A consulta é a primeira realizada durante o governo Temer.

O levantamento revela que a expectativa é favorável, mas ainda não se converteu em alteração na decisão de investimentos. Entre as empresas consultadas, apenas 3% pretendem investir este ano impulsionadas pela troca no Executivo. “Considerando o nível de falta de confiança a que se chegou, é natural que a retomada dos investimentos ocorra de forma gradual”, afirma o presidente da Abinee, Humberto Barbato.

Outro levantamento  realizado pela Abinee mostra que o desempenho do setor eletroeletrônico, em maio, registrou a 16ª queda consecutiva no nível de emprego, apurado com base nas informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho (Caged).

Mesmo com o fechamento de 469 postos de trabalho, em maio, o resultado é o menor desde fevereiro de 2015, o que indica uma diminuição no ritmo de demissões no setor eletroeletrônico, que chegou a eliminar 2,8 mil vagas apenas no mês de março.

As duas sondagens revelam que a indústria, aos poucos, está retomando a confiança; o que é positivo para a geração de negócios.

                


Vale investirá em nova usina e ferrovia

Com R$ 37,8 bilhões, a Vale construirá unidade mineradora e de beneficiamento de minério de ferro no Complexo de Carajás-PA, com capacidade para 90 milhões de toneladas por ano; e ramal ferroviário, com 101 km de extensão, entre as cidades de Canãa dos Carajás e Parauapebas-PA. O projeto contempla ainda a expansão da capacidade de transporte da Estrada de Ferro Carajás para 230 milhões de toneladas por ano. Devem ser criados 30 mil empregos diretos no pico das obras. As operações têm início previsto para 2016.

A Vale iniciará a exploração das reservas de Serra Sul, uma das três regiões que compõe o Sistema Norte de mineração, em Carajás, juntamente com as reservas de Serra Norte e Serra Leste. O Sistema Norte, que contém um dos maiores depósitos de minério de ferro do mundo, produziu 115 milhões de toneladas em 2013, de alta qualidade, alto teor de ferro e baixa concentração de impurezas.

Para a operação da mina será usado o sistema Truckless, que consiste na eliminação do uso de caminhões, substituídos por sistemas de correias integradas para o transporte do minério. A iniciativa diminui a quantidade de resíduos (pneus, filtros, lubrificantes), reduz cerca de 77% o consumo de diesel e permite a instalação de uma usina de beneficiamento em uma região de pastagem, ou seja, fora da área da floresta. Na usina, o componente de inovação está no processo de beneficiamento a seco, que utilizará a umidade natural para peneirar o material, eliminando a necessidade de barragem de rejeitos, usual em projetos convencionais. Essa tecnologia deve reduzir 93% o consumo de água, em relação ao processo de beneficiamento úmido, e o de energia.

Logística

O projeto compreende a construção de um ramal ferroviário com 101 km de extensão e a duplicação de 42 trechos da Estrada de Ferro Carajás. O ramal e a ampliação da capacidade da estrada são parte do projeto de expansão da capacidade de transporte do Complexo Logístico Norte – composto também pelo terminal marítimo de Ponta da Madeira, em São Luís-MA – de 150 milhões de toneladas por ano para 230 milhões de toneladas por ano.


Cresce 6,74% produção de transformados plásticos em 2013

O setor de transformados plásticos totalizou produção de R$ 64,7 bilhões em 2013, com aumento nominal de 6,74%, abaixo do registrado pela indústria de transformação, de 7,82%, somando R$ 2,072 trilhões. A participação do setor nesse universo foi de 3,12%. Os dados foram divulgados pela Associação Brasileira da Indústria do Plástico – Abiplast.

O consumo aparente aumentou 9% em termos nominais. As exportações inverteram a tendência de queda dos últimos anos e tiveram alta de 3,36%. Já as importações, que registraram média anual de crescimento de 7%, subiram 3,39%. O déficit comercial foi de R$ 5,3 bilhões.

A parcela de produtos importados foi de 11,7% do total, contra 10,8% em 2012, e o coeficiente de exportação ficou em 4,6%, próximo dos 4,3% registrados no ano anterior.

O nível de emprego do setor de transformados plásticos ficou 1,4% superior em 2013, com 358 mil trabalhadores empregados, porém a produtividade não evoluiu, houve queda de 1,76% no índice no período.


Com investimento de R$ 150 mi, terminal de etanol da Copersucar deve operar no 2º semestre

O terminal de etanol da Copersucar, em Paulínia-SP, está em fase final de obras, com conclusão prevista para o segundo semestre deste ano. Funcionará como centro da empresa no interior de São Paulo para o gerenciamento e o transporte do etanol produzido pelas usinas da região. Com investimento de R$ 150 milhões e capacidade de armazenagem de 180 milhões de litros na sua primeira fase e previsão de 360 milhões de litros na segunda fase de implantação, operará os sistemas rodoviário e dutoviário de maneira intermodal. A estrutura será integrada aos dutos da Logum, empresa da qual a Copersucar é sócia, e ao sistema da Replan, da Petrobras.

A próxima etapa do projeto, ainda na primeira fase, prevê a instalação de duto de interligação de 1,9 km entre o terminal da Copersucar e o etanolduto da Logum. O volume total de movimentação previsto para o terminal em sua primeira fase é de 2,3 bilhões de litros de etanol por safra, que equivale a quase 50% de todo etanol comercializado pela Copersucar na safra 2013/2014, de 4,9 bilhões de litros.

Ao longo dos 14 meses de obras, o empreendimento empregou cerca de mil pessoas nas diversas fases do projeto. Erguido em 356 mil m2 de terreno próprio, o terminal de etanol é um dos projetos que compõem o plano de investimentos da companhia, que está aplicando R$ 2 bilhões em logística entre 2011 e 2015.


Vagas de emprego no setor de transformados plásticos aumentam 39% até setembro

De janeiro a setembro deste ano foram criadas 9,3 mil vagas no setor de transformados plásticos, alta de 39% em relação ao mesmo período de 2012. Em setembro de 2013, foram gerados dois mil postos de trabalho, totalizando 357 mil empregos, aumento de 0,58% em comparação ao total registrado em agosto. Esse setor tem 4% de participação nos empregos da indústria de transformação. As informações são da Associação Brasileira da Indústria do Plástico – Abiplast.

Segundo José Ricardo Roriz Coelho, presidente da Abiplast, o crescimento do total de vagas de emprego nesse setor segue alinhado com o aumento da produção, porém, infelizmente, o investimento não está no mesmo ritmo, o que potencializaria ainda mais a produtividade.


Lenovo construirá seu primeiro centro de pesquisa no Brasil

A fabricante de computadores Lenovo anuncia hoje investimento de cerca de US$ 100 milhões na construção de seu primeiro centro de pesquisa e desenvolvimento – P&D no País, localizado na Universidade Estadual de Campinas – Unicamp. A previsão é de que as atividades comecem em janeiro de 2014 e que gere no início 100 empregos e nos próximos anos reúna 220 profissionais. A instalação será o primeiro centro da empresa de desenvolvimento de software para o Enterprise Product Group – EPG. O foco será em inovação de soluções de softwares de empresas e tecnologia de servidores high-end, armazenamento de dados e tecnologia em nuvem.

A empresa pretende oferecer bolsas de estudo para equipes de pesquisa da instituição, conforme acordo com a Unicamp. “Essa parceria com a Lenovo dará à universidade a oportunidade de melhorar seu banco de talentos”, afirmou o reitor José Tadeu Jorge. “Além disso, as novas instalações de P&D deverão contribuir para o crescimento geral da oferta de produtos e serviços no Brasil, que resultará em grandes benefícios para a população.”


Indústria de transformação cria 63,2 mil postos e geração de empregos tem o melhor resultado dos últimos três anos

16, outubro, 2013 Deixar um comentário

De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – Caged, divulgado hoje (16) pelo Ministério do Trabalho e Emprego, o saldo do mês de setembro foi o melhor para o período nos últimos três anos. No mês passado foram contratados aproximadamente 1,8 milhão e demitidos 1,6 milhão, apontando saldo positivo de cerca de 200 mil vagas. Após julho registrar o pior resultado desde de 2003, com apenas 61,6 mil novas vagas, agosto e setembro apontaram crescimento.

Segundo o Ministério do Trabalho, o resultado positivo de setembro deve-se à expansão do setor de serviços, que, criou mais de 70,5 mil postos – 33,4% de todas as vagas formais no mês – com destaque para os serviços em alojamento e alimentação (mais de 22 mil vagas), de comércio e administração de imóveis (20 mil) e ensino (9,8 mil). Outros setores que tiveram desempenho positivo em setembro foram a indústria de transformação, com a criação de mais de 63,2 mil postos, e o comércio, com 53,8 mil.

Os estados com os melhores resultados foram São Paulo (45,2 mil), Pernambuco (29,9 mil) e Alagoas (16,2 mil). O único estado com resultado negativo foi Rondônia, com menos 72 postos de trabalho.

De janeiro a setembro deste ano, houve aumento real de 2,2% nos salários de admissão – de R$ 1.076 para R$ 1.100, aproximadamente.

Fonte: com informações da Agência Brasil


Categories: Economia Tags: , ,

Mercedes-Benz contratará mais de 80 estagiários

21, setembro, 2013 Deixar um comentário

As oportunidades são para trabalhar nas fábricas de São Bernardo e Campinas e no escritório regional da Mercedes-Benz do Rio de Janeiro. As inscrições das mais de 80 vagas de estágio vão até 18 de novembro. A previsão é que os contratados iniciem suas atividades em 2014.   

Poderão participar universitários que estejam estar cursando em 2014 o penúltimo ou o último ano de graduação em: engenharia (automobilística, mecânica, elétrica/eletrônica, mecatrônica, de produção, civil, de alimentos ou de materiais), automação, desenho industrial, economia, administração de empresas, comércio exterior, ciências contábeis, direito, marketing, comunicação social, informática/ processamento de dados, secretariado, serviço social, medicina do trabalho, psicologia, enfermagem do trabalho, arquitetura ou física.

O processo seletivo terá sete etapas: triagem de currículo, testes online e presencial, apresentação do programa, dinâmicas em grupo, entrevistas individuais e entrevista com o gestor do estágio. Nível intermediário de inglês, conhecimento de alemão e de espanhol, flexibilidade e paixão pelo universo automobilístico serão diferenciais.

No decorrer do estágio, o estudante receberá bolsa-auxílio, fretado ou auxílio transporte, alimentação, assistência médica e seguro contra acidentes pessoais.

Para mais informações e/ou inscrição, acesse aqui.


Faturamento da indústria cresceu 5,3% no primeiro semestre, aponta CNI

12, agosto, 2013 Deixar um comentário

De acordo com a Confederação Nacional da Indústria – CNI, o faturamento da indústria brasileira aumentou 0,5% em junho na comparação com maio, na série livre de influências sazonais. No mesmo período, as horas trabalhadas na produção cresceram 2,2% e o emprego e a utilização da capacidade instalada ficaram estáveis. Ainda segundo a pesquisa da CNI, a massa real de salários teve queda de 0,7% e o rendimento médio real dos trabalhadores ficou estável em junho frente a maio.

Somado o desempenho de junho, o faturamento da indústria acumula alta de 5,3% no primeiro semestre em relação ao mesmo período de 2012. No mesmo período, o emprego aumentou 0,5%, a massa real de salários cresceu 1,9%, o rendimento médio real teve expansão de 1,4%, as horas trabalhadas na produção ficaram estáveis e o nível de utilização da capacidade instalada aumentou 0,8%. “O segundo semestre deve ser “moderadamente” melhor do que o primeiro. Apesar do aumento da inflação e dos juros,  que comprometem a demanda interna,  a valorização do dólar deve estimular as exportações de manufaturados”, disse Flávio Castelo Branco, gerente executivo da Unidade de Política Econômica da CNI.

Setores
Segundo os indicadores da CNI, comparando o primeiro semestre de 2013 com o mesmo período de 2012, o faturamento da indústria cresceu em 15 do 21 setores pesquisados. As horas trabalhadas na produção aumentaram em 12 setores e a massa real de salários cresceu em 13 setores.

Entre os resultados negativos está o setor “outros equipamentos de transportes”, cuja produção inclui reboques, elevadores, bicicletas e navios. Nesse segmento, quase todos os indicadores recuaram no primeiro semestre. O faturamento caiu 10,3%, as horas trabalhadas na produção recuaram 24% e o emprego teve queda de 3,6% no primeiro semestre frente ao mesmo período de 2012.

Já o desempenho das indústrias do vestuário aumentou seu faturamento em 9,3%, as horas trabalhadas na produção cresceram 2,4% e o emprego teve expansão de 3,4% na comparação com os primeiros seis meses do ano passado.


Dow terá centro de pesquisa em Cravinhos

Com total de 14 mil m2, dos quais 4 mil m2 serão reservados a laboratórios, a Dow AgroSciences implantará centro de pesquisa e desenvolvimento em Cravinhos-SP. No espaço, serão desenvolvidas atividades que poderão acelerar o lançamento de novas tecnologias para a agricultura brasileira, a partir de processos de melhoramento genético, nos segmentos de sementes, características das plantas e óleos.

O melhoramento genético passa por duas etapas, ambas atualmente realizadas pela empresa apenas nos Estados Unidos: a descoberta na natureza de um gene específico que traga benefícios ao vegetal e a “conversão”, ou seja, a introdução desse gene na planta. O projeto contemplará a realização de atividades da segunda etapa no Brasil. Serão implementados equipamentos e novas tecnologias na Dow AgroSciences no País.

Atualmente, a empresa tem 101 funcionários dedicados à pesquisa. Nos próximos cinco anos, a intenção é de que o quadro chegue a 190 trabalhadores. Durante a execução do projeto, está prevista a geração de 120 empregos diretos.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES aprovou financiamento de R$ 26,8 milhões à companhia. O apoio, no âmbito do Programa BNDES de Sustentação do Investimento – PSI, corresponde a 46,3% do valor do projeto, que tem foco em biotecnologia.