Arquivo

Textos com Etiquetas ‘IoT’

IoT pode impulsionar o setor de logística em US$ 1,9 trilhão

Segundo informações da 2S, pioneira em soluções IoT no Brasil, um Relatório de Tendências da DHL, com foco em Internet das Coisas, revela que na próxima década o setor de logística pode alavancar níveis mais elevados de eficiência operacional à medida que a IoT conecta (em tempo real) os milhões de embarques deslocados, rastreados e acondicionados diariamente.

O estudo, apresentado em 2015 na Conferência Global de Tecnologia da companhia em Dubai, mostra que a Internet das Coisas pode impulsionar o setor de logística em US$ 1,9 trilhão. No setor de armazenagem, paletes e itens conectados serão diferenciais importantes na gestão inteligente de estoques, mostra o relatório.

No setor de transporte, onde a conexão de sensores e atuadores é bastante difundida com o rastreamento e a telemetria, a novidade está nas novas tecnologias, que podem extrair diferentes informações e, principalmente, na camada de inteligência – que reúne a leitura de todos os dispositivos embarcados em uma única plataforma. Por meio desse recurso, é possível processar, analisar e fornecer ao decisor informações completas.

Renato Carneiro, presidente da 2S Inovações Tecnológicas, afirma que a Internet das Coisas permite a transformação de dados absolutos em conhecimento integrado e útil para a operação de transporte e logística. “As vantagens podem ir além: quando os veículos se conectam ao ambiente (estradas, sinais, outros veículos, relatórios de qualidade do ar e sistemas de inventário, etc), os custos caem e a segurança e a eficiência aumentam”, avalia.

Desde 1992, a 2S é uma integradora de soluções de infraestrutura Cisco para o mercado corporativo. Entre as áreas em que atua, os destaques são as soluções Internet of Things (IoT), Colaboração, Mobilidade, Datacenter e Segurança. Acesse www.2s.com.br/iot para mais informações

 

 


BNDES faz chamada pública para estudo sobre IoT

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES aprovou uma Chamada Pública que selecionará propostas para a realização de um amplo estudo técnico de diagnóstico e sugestão de políticas públicas no tema Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês).

O estudo, realizado a partir de uma parceria entre o BNDES e o Ministério das Comunicações, será o mais abrangente já realizado no Brasil sobre o tema. Ele deverá estimular a cooperação e articulação entre empresas, poder público, universidades e centros de pesquisa e será apoiado com recursos não reembolsáveis do Fundo de Estruturação de Projetos do BNDES, constituído com parcela dos lucros do Banco.

O estudo também avaliará o estágio e as perspectivas de implantação da IoT no mundo e no país. Com base nisso, deverá propor políticas públicas que potencializem tanto os benefícios para a sociedade brasileira, quanto impactos econômicos, tecnológicos e produtivos.

Como produto final, será entregue um plano de ação, com cronograma para cinco anos (2017 a 2022), que aponte objetivos, metas e ações a serem empreendidas. O plano deve ser referência para iniciativas concretas para acelerar a implantação de soluções em IoT em áreas que o estudo virá a selecionar, apontando as questões mais relevantes – tecnológicas, regulatórias e institucionais – a serem superadas.

Para mais detalhes sobre a chamada pública, a assessoria de imprensa do banco sugere que acesse o link: http://goo.gl/nmko8s


Compromisso com a novidade!

Até 2025 teremos conectados à internet um trilhão de sensores e 10% dos óculos de leitura. A Internet das Coisas (IoT) ganhará impulso a partir do rápido desenvolvimento de sensores menores, mais baratos e inteligentes que se tornarão comuns nos processos de fabricação, nas casas, roupas, acessórios e redes de energia. A impressão 3D revolucionará praticamente todos os setores, da manufatura à saúde humana. Isso não é ficção, mas algumas previsões da pesquisa “Deep Shift: 21 Ways Software Will Transform Global Society”, realizada com mais de 800 líderes de diversos setores e divulgada pelo Conselho da Agenda Global do Fórum Econômico Mundial. O relatório identifica tendências que estão moldando a sociedade e mostra como os softwares vão transformá-la na próxima década. 

A dimensão do que vem por aí vai criar novos paradigmas. Desde já, precisamos conhecer os avanços tecnológicos que vão impactar nos processos de produção. A edição de março/16 da Revista NEI traz uma seção inédita focada na inovação, sob o título “Indústria integrada”. A partir da página 10 (veja versão digital em http://www.nei.com.br/Revista), você conhecerá novos produtos que podem contribuir para maior e melhor integração e comunicação entre processos nos ambientes fabris. São soluções alinhadas à Indústria 4.0 – a chamada quarta revolução industrial, pesquisadas pela área editorial de NEI nos mercados nacional e internacional, e que permitirão à você conhecer novas tecnologias para incrementar processos fabris.

Além das novidades em produtos, trazemos na abertura da seção a opinião de professores dos cursos de engenharia mecânica da Universidade Federal de Uberlândia e da Universidade Federal do Pará. Em suma, as pesquisas e os avanços tecnológicos estão acontecendo, cedo ou tarde vão se aproximar e mudar os processos atuais de produção, colaborando para aumento de eficiência, produtividade, flexibilidade, qualidade e segurança, além de redução de custos. Mas há muitos desafios pela frente! Para termos uma ideia da relevância do assunto, “indústria integrada” será novamente tema da próxima Hannover Messe, a maior e mais importante feira de tecnologia industrial do mundo que acontece mês que vem, em Hannover, na Alemanha.

Mais uma vez, mantemos nosso compromisso com a novidade, reafirmado nesta edição que marca os 42 anos de circulação ininterrupta de NEI! Sempre acompanhando a evolução da indústria!