Arquivo

Textos com Etiquetas ‘manufatura’

Prova de conceito mostra como as tecnologias digitais melhoram a eficiência no chão de fábrica

A empresas Dassault Systèmes e Accenture estão trabalhando em uma prova de conceito (Proof of Concept – PoC), numa grande empresa de equipamentos industriais, para mostrar como as tecnologias digitais podem melhorar a eficiência e a agilidade na manufatura em indústrias como as de equipamentos pesados e aeroespacial.

Produzida e implementada em três fases, a nova solução utiliza tecnologias digitais para criar uma conexão entre a engenharia e o chão de fábrica. Voltada a empresas de manufatura não-repetitiva, proporciona um novo nível de continuidade para o processo de montagem do produto, incluindo a sequência em que as peças são produzidas, e proporcionando um nível melhor de compreensão sobre o processo, tanto para engenheiros quanto para a equipe de montagem.

A primeira fase dessa solução de manufatura ágil cria a sequência teórica necessária à montagem de produtos, tal como um trem, um avião ou uma escavadora. A segunda fase ajuda a construir, otimizar e replanejar de forma rápida o plano operacional e a programação de cada trabalhador de chão de fábrica. A terceira fase cria um display digital da programação desses profissionais para que possam consultá-la. Essas três fases utilizam soluções da Dassault Systèmes.

Substituindo o que tem sido muitas vezes um processo baseado em papel, Dassault Systèmes e Accenture estão criando uma solução que fornece uma nova conexão digital entre a equipe de engenharia e o chão de fábrica, permitindo mudanças em tempo real. Essa solução também pode fornecer novas percepções e avaliação de risco sobre quaisquer mudanças propostas para um produto ou para a programação da montagem antes da produção, reduzindo muito a inatividade e criando uma manufatura mais ágil.

“A Internet das Coisas (IoT) Industrial e outros conceitos digitais estão permitindo que os fabricantes embarquem em uma nova era de processos produtivos, sustentáveis ​​e econômicos que resultem em uma melhor experiência para seus clientes”, afirma Laurent Blanchard, Vice-Presidente Executivo de Operações (EMEAR), Alianças e Serviços Globais da Dassault Systèmes. “Estamos ampliando nossa colaboração de longa data com a Accenture para levar a manufatura ágil à era da experiência.

As empresas podem se beneficiar da experiência da Dassault Systèmes em operações virtuais de manufatura digital e aplicativos de gerenciamento de dados e, também, das melhores práticas da Accenture em serviços de integração, reengenharia de processos de negócios, gestão de mudanças e implantação.”


Brasileiro ex-diretor da AMT cria empresa de consultoria de negócios internacionais de manufatura nos EUA

Após mais de quatro décadas atuando com tecnologias de produção em vários países, inclusive ocupou até o início deste ano a posição de diretor de desenvolvimento de negócios da The Association For Manufacturing Technology – AMT, dos EUA, Mario Winterstein, abre a IBDGi – International Business Development Group, Inc, uma prestadora de serviços de apoio e planejamento estratégico a empresas na área de marketing e vendas internacionais de equipamentos de manufatura. Está localizada em Herndon, Virgínia, na área metropolitana de Washington, DC,  nos Estados Unidos.

“Eu gostaria muito de apoiar as empresas brasileiras interessadas em fazer negócios nos Estados Unidos”, disse Winterstein. “Em muitos anos de atuação no comércio internacional de bens de capital, notei que muitas companhias de porte médio não têm todos os conhecimentos necessários para levar um produto ao mercado internacional de maneira planejada, estruturada e sustentável. Acredito que os produtos brasileiros têm um mercado a ser conquistado por aqui.”

Nascido no Brasil e formado pelo Centro Universitário da FEI, Winterstein é morador dos Estados Unidos há 29 anos. Recentemente, foi nomeado para o Conselho Distrital de Exportação – DEC de Washington e Virgínia pelo Ministro de Comércio dos Estados Unidos.


EUA investem US$ 200 mi na criação de novos institutos de inovação industrial

Os Estados Unidos terão mais três institutos de inovação industrial, que receberão no início US$ 200 milhões, sendo incorporados à Rede Nacional de Inovação Industrial, mencionada pelo presidente Barack Obama na apresentação do orçamento federal para 2014. A rede será composta por quase duas dezenas de institutos, que somam US$ 1 bilhão, com o objetivo unir universidades e outras instituições de ensino superior às agências federais na criação e implementação de inovações.

Dos três novos institutos, dois serão liderados pelo Departamento de Defesa, dedicados à inovação em design e manufatura digital e manufatura em metais leves e modernos. O terceiro, a cargo do Departamento de Energia, lidará com manufatura da nova geração de eletrônica de potência para investigar novas fontes de energia.

A expectativa do governo é de que os institutos sejam fábricas escolas, que permitam a educação e o treinamento de estudantes e operários, proporcionando que empresas, principalmente pequenas, tenham acesso à tecnologia de ponta pra desenvolver produtos e processos.

Além do financiamento federal, espera-se que os governos locais também apliquem recursos nos projetos. Cada instituto deverá atuar como um núcleo local, fazendo a ponte entre pesquisa e desenvolvimento de produto em sua área geográfica de atuação. A intenção é de que, ao longo prazo, os institutos deixem de depender de verba pública e tornem-se sustentáveis.

Fonte: Inovação Unicamp.


Programa para devolução de 3% do faturamento com exportações é prorrogado

O Reintegra, que terminaria em 31 de dezembro, prevê a devolução de 3% do faturamento com exportações de manufatura para compensar a cobrança de tributos residuais pagos ao longo da cadeira produtiva. A manutenção do benefício em 2013, anunciada pelo governo, ajudará a elevar a competitividade da indústria brasileira, avaliou a Confederação Nacional da Indústria – CNI. 

“Esse instrumento permite que os exportadores recuperem os resíduos tributários que não são recuperáveis dentro dos mecanismos tradicionais de crédito, como o ISS e o IOF. É importante porque desonera o insumo da indústria”, disse Flávio Castelo Branco, gerente executivo da Unidade de Política Econômica da CNI.

Para a entidade, a recuperação tributária reduz o preço dos produtos manufaturados e é essencial diante de um mercado externo adverso e cada dia mais competitivo. O Reintegra diminui a tributação sobre as empresas, gera empregos e favorece o desenvolvimento do País.


Empresa suíça de sensores já atua no País

Nesta semana, o Kistler Group, com sede em Winterthur, na Suíça, iniciou seus trabalhos no mercado brasileiro ao inaugurar oficialmente sua subsidiária em São Paulo. A empresa é fornecedora de sensores que utilizam padrão piezoelétrico, piezorresistivo ou capacitivo para medir pressão, força, torque e aceleração no desenvolvimento de motores de veículos, na indústria manufatureira e do plástico (injeção e extrusão), em biomecânica e em outras áreas.

Para o setor automotivo, a companhia dispõe de tecnologia para redução de consumo de combustíveis, melhoria da segurança passiva por meio de testes de impacto e otimização de chassis e de pneus com medição de força nas rodas. Ainda nesse setor, mas na área de manufatura, oferece tecnologia de avaliação de processos repetitivos.

A empresa também possui sistemas de medição de peso de caminhões em movimento, utilizados em estradas europeias. No Brasil, se instalados em rodovias, as conhecidas balanças poderiam ser eliminadas. E, se acoplados a um sistema computacional e de câmera, as multas de sobrepesos de caminhões poderiam ser enviadas ao proprietário do veículo, sem a necessidade de enfrentar filas nas balanças.

Em modalidades esportivas, atletas e cavalos podem ser monitorados por esses sensores.


Como as Redes Neurais Artificiais vão Integrar o Negócio da Indústria

7, outubro, 2011 Deixar um comentário

O que são redes neurais artificiais? Para que servem e por que têm sido tanto utilizadas nos negócios das empresas? Quais são as suas potencialidades de aplicações práticas junto aos setores industriais? Quais tipos de problemas podem resolver e que outras ferramentas não resolvem? Por que produzem soluções muito mais otimizadas frente a outras técnicas consideradas consagradas?

A partir da consideração de tais questionamentos é que a palestra do Prof.Dr.Ivan Nunes da Silva da Escola de Engenharia de São Carlos / EESC USP, será ministrada no NEI International Industrial Conference & Show, enaltecendo-se então os benefícios de se integrar ferramentas baseadas em redes neurais artificiais junto aos negócios da indústria. Como decorrência desta integração, os sistemas e processos modelados conseguem atingir altas taxas de precisão, desempenho e eficácia. Tais soluções inovadoras proporcionadas pela aplicação de redes neurais artificiais são advindas da exploração de suas habilidades intrínsecas, tais como a adaptação por experiência,  capacidade de aprendizado, habilidade de generalização, organização de dados, tolerância a falhas, armazenamento distribuído e facilidade de prototipagem.

Entre suas potencialidades de aplicação visando à integração dos negócios da indústria está a otimização de processos de produção/manufatura, previsão de vendas de produtos/serviços, classificação automática de padrões, diagnóstico de falhas, previsão de ações no mercado financeiro, análise de perfis de crédito, processamento e análise de sinais/imagens, etc.

Mais informações sobre o evento: www.eventosnei.com.br


O Papa da automação participará de evento industrial em São Paulo

5, setembro, 2011 1 comentário

A 2ª edição do NEI International Industrial Conference & Show terá a presença do especialista em automação industrial Richard Morley, conferencista internacional, físico pelo Massachusetts Institute of Technology e considerado o “pai” do PLC – Programer Logic Computer. 

Com ideias criativas e solidamente fundamentadas em rigorosas pesquisas e vasta experiência de campo, Morley abordará em sua apresentação os obstáculos que atrasam o desenvolvimento da manufatura e proporá caminhos para o uso de recursos tecnológicos atualmente existentes e de outros que em breve estarão à disposição.

Segundo os organizadores, este evento trará respostas às principais perguntas dos executivos da indústria no tocante à automação como estratégia de redução de custos e maior produtividade; inovação como necessidade incontornável para desenvolvimento da empresa e uma cadeia de suprimentos confiável como condição para atender os compromissos de Produção.

A primeira edição do NEI International Industrial Conference & Show, ocorrida em junho deste ano, reuniu cerca de 500 profissionais e para este evento a expectativa dos organizadores é receber mais de 1.000, entre gerentes industriais, de produção, engenheiros de pesquisa e desenvolvimento, de processos, de projetos, planejamento, manutenção, controle de qualidade e gerentes de operação e logística.

A 2a edição do NEI International Industrial Conference & Show será realizada entre os dias 25 e 26 de outubro no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo (rua Frei Caneca, 569 – São Paulo). As inscrições já podem ser feitas por meio do telefone (11) 3327-4600 ou pelo site www.eventosnei.com.br.


Seminário Internacional de Alta Tecnologia – Inovações Tecnológicas na Manufatura

10, agosto, 2011 Deixar um comentário

O 16º Seminário Internacional de Alta Tecnologia – Inovações Tecnológicas na Manufatura, que acontece no próximo dia 06 de outubro de 2011, tem como objetivo disseminar novas tecnologias no Brasil e também despertar a atenção dos profissionais para o contínuo desenvolvimento tecnológico apoiado em uma base segura e confiável que é a parceria universidade-empresa.

O evento contará com renomados pesquisadores, profissionais da indústria e professores especialmente convidados para abordarem os seguintes temas:

  • Fábrica Virtual: modelamento e simulação
  • Planejamento Digital do Processo
  • Novas Perspectivas para a Manufatura: requisitos para 2020
  • Usinagem de Alto Desempenho com 5-Eixos
  • Operações Combinadas na Manufatura do Powertrain
  • Aplicação de Laser na Manufatura
  • Eficiência Energética em Máquinas-Ferramentas

As palestras do Seminário serão apresentadas em Inglês, Alemão e Português, sendo que as palestras em Inglês e Alemão terão tradução técnica simultânea para o Português.

Os participantes receberão um Certificado de Participação da UNIMEP – Universidade Metodista de Piracicaba – Faculdade de Engenharia, Arquitetura e Urbanismo.

Informações, inscrições e programa, clique aqui!


Feimafe 2011 | Representantes dos setores de máquinas-ferramenta e qualidade debatem mercado

25, maio, 2011 Deixar um comentário

Em sua maior edição da história, com 1341 expositores, de 32 países, a 13º FEIMAFE – Feira Internacional de Máquina-Ferramenta e Sistemas Integrados de Manufatura e da 11º QUALIDADE – Feira Internacional do Controle da Qualidade, esperam atrair um público de 70 mil visitantes, configurando-se na principal feira do setor no país. Na coletiva oficial de abertura dos eventos, realizada na segunda-feira (23) estiveram presentes Liliane Bortoluci, diretora das feiras; Alfredo Ferrari, coordenador da Comissão da Feimafe/Qualidade; Hiçao Masawa, também da Comissão Feimafe/Qualidade; Carlos Maciel, presidente da Câmara Setorial de Máquinas, Equipamentos e Instrumentos para Controle da Qualidade (CSQI); André Luis Romi, presidente da Câmara Setorial de Máquinas-Fgerramenta e Sistemas Integrados de Manufatura (CSMF); Milton Rezende, presidente do Sinafer; e Ricardo Figueiredo, diretor do Senai.

As projeções de crescimento do setor de máquinas-ferramenta para este ano foi um dos assuntos abordados. A estimativa é de avanço de 11% em relação ao ano de 2010, mesmo enfrentando alguns problemas como as elevadas taxas de juros altos, a alta carga tributária e o câmbio desfavorável.

De acordo com André Luis Romi, Presidente da CSQI, o Brasil ocupa hoje a 20º posição no ranking de negócios de máquinas-ferramenta, o que correspondeu em 2010 a US$ 1,8 bilhão. Ele destacou ainda que o país tem potencial para crescer ainda mais, podendo chegar a 14º posição, com vendas de US$ 2,8 bilhões ao ano”.

Segundo Alfredo Ferrari, a evolução tecnológica vista nas duas feiras é muito grande, se comparado a edições anteriores, bem como a qualidade dos expositores. “Isso ocorre porque houve aumento na demanda por máquinas-ferramenta e ferramentas, assim como nos investimentos em alta tecnologia e modernização do setor.”

Milton Rezende, presidente do Sindicato das Indústrias de Ferramenta (Sinafer), lembra que o setor vem de um processo de ascensão desde 1990, quando da abertura do mercado para os produtos importados. Entretanto, o desequilíbrio que vemos hoje fica por conta da valorização do real em relação ao dólar. “Na verdade, o ideal é que nossa moeda estivesse 25% abaixo do que está hoje em comparação à norte-americana”, ressalta.

E é neste ponto que inicia a reivindicação do setor para o Governo Federal: “Precisamos de revisão do câmbio, isonomia de impostos e taxas mais baixas nos financiamentos, pois se eu produzo aqui um bem exatamente igual a um da Alemanha ou dos Estados Unidos, é possível que eu pague pelo importado um valor 43% a menos do que o nacional, de acordo com informações da Abimaq”, enfatiza Rezende.

Confira o primeiro de uma série de vídeos exclusivos da cobertura de NEI na Feimafe 2011:

Feimafe 2011 – Centro de Usinagem – Clique aqui para mais informações sobre a empresa e o produto.

Crédito: Wesley Sarto é graduado em Publicidade e Propaganda pela Universidade Metodista de São Paulo e pós-graduado em Marketing pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Desde de 2004 atua na área de comunicação e marketing e desde de 2007 integra a equipe de NEI Soluções.


Conheça 80 lançamentos neste show de máquinas-ferramenta

A 13ª FEIMAFE – Feira Internacional de Máquinas-Ferramenta e Sistemas Integrados de Manufatura e a 11ª Qualidade – Feira Internacional do Controle da Qualidade apresentarão, em São Paulo, no Anhembi, de 23 a 28 de maio, as soluções em máquinas operatrizes e equipamentos de controle de qualidade desenvolvidas para otimizar a produtividade e garantir a qualidade dos processos industriais.

Neste link, o leitor do Blog NEI conhecerá 80 novos produtos pesquisados junto aos expositores e selecionados pela Central de Geração de Conteúdo de NEI. A amostra complementa a edição de abril/11, que antecipou 52 lançamentos desse megaevento. Os produtos escolhidos obedecem à política editorial de NEI que prevê a divulgação de notícias inéditas em NEI sobre máquinas e equipamentos recém-lançados no mercado. A seleção de produtos é, ainda, validada por especialistas de diversas áreas industriais, reiterando nosso compromisso em divulgar informação qualificada.

Segundo o Estudo de Intenção de Compras da Indústria Brasileira 2010/2011, realizado pela Área de Pesquisa de NEI com uma amostra de nossa circulação qualificada, 8,5% das intenções de aquisição de produtos este ano recaem na categoria Máquinas-Ferramenta e 34,2%, em Máquinas, Equipamentos e Dispositivos.