Arquivo

Textos com Etiquetas ‘Petrobras’

USP inaugura em setembro laboratório para desenvolver soluções aplicadas ao pré-sal

A Escola de Engenharia de São Carlos – EESC da Universidade de São Paulo – USP  inaugurará em 4 de setembro o Laboratório de Escoamentos Multifásicos Industriais – LEMI, financiado pela Petrobras com objetivo de desenvolver tecnologias que envolvam soluções na área de exploração e produção com aplicações no pré-sal. O prédio de 2 mil m2, localizado no campus 2 da USP, em São Carlos-SP, está em fase de acabamento.

Oscar Mauricio Hernandez Rodriguez, coordenador do laboratório, disse que as instalações viabilizarão simular processos que envolvam escoamentos multifásicos em alta pressão – fase de produção em que há mistura de petróleo e bolhas de gás dióxido de carbono denso – com o objetivo de assemelhar-se aos métodos utilizados nas indústrias petrolíferas. “Para tanto, a infraestrutura também foi planejada para as condições industriais, com tubulações de aço, instrumentação avançada e normas de segurança mais rígidas”, explicou Rodriguez.

Novos equipamentos serão adquiridos para o laboratório, como Particle Image Velocimetry – PIV, câmera filmadora de alta velocidade e Anemômetro por Laser Doppler. Já está em fase de importação um Densitômetro de Raios Gama Dual Source para fazer medições de propriedades do escoamento por meio de técnicas nucleares. “O LEMI será o único laboratório de mecânica dos fluidos do Brasil a desenvolver pesquisas com técnicas nucleares”, afirmou o coordenador.

Dois projetos, em processo de formalização, envolvendo as empresas Petrobras e British Gas devem iniciar as atividades no LEMI. Apesar de a Petrobras ter financiado o projeto, não há contrato de exclusividade e demandas de outras empresas poderão gerar pesquisas. Os convênios firmados serão de cooperação e contarão com a participação de alunos de pós-graduação. “O laboratório, como patrimônio da USP, também tem a finalidade de viabilizar o desenvolvimento de projetos acadêmicos no âmbito de ensino, pesquisa e extensão, e não oferecerá privilégios em projetos ou trabalhos de consultoria a petrolíferas”, destacou Rodriguez.


Em evento, Petrobras revela demanda por equipamentos e necessidade de capacitar 17 mil pessoas até 2016

“Dezessete mil pessoas serão capacitadas para trabalhar na indústria de petróleo e gás natural até 2016”, revelou Paulo Sérgio Rodrigues Alonso, assessor da presidência da Petrobras para conteúdo local e coordenador executivo do Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural – Prominp, durante evento sobre a indústria petrolífera, em Houston. A necessidade foi identificada pelo executivo após analisar demandas para os 45 projetos mais importantes da Petrobras e dos principais estaleiros brasileiros. Alonso lembrou ainda que entre 2006 e 2013, o Prominp capacitou 97 mil pessoas, entre técnicos e engenheiros.

Demandas por equipamentos da Petrobras
No mesmo evento, o engenheiro Ronaldo Martins, gerente de Desenvolvimento de Mercado da área de Materiais da Petrobras, revelou que até 2020 serão necessárias 24 novas unidades de produção para o pré-sal brasileiro, tanto na Bacia de Santos quanto na de Campos.

Apontando o Plano de Negócios e Gestão 2014-2018, Martins lembrou que a companhia demandará, entre outros itens, 873 mil toneladas de tubos. Bombas e árvores de natal molhada (conjunto de válvulas instalado em poços marítimos) também foram citadas pelo engenheiro. “São quantidades muito expressivas”.

A importância de parcerias entre Petrobras e fornecedores foi também destacada por Martins. “Essa parceria resulta em tecnologia de ponta. Hoje temos tecnologia de risers (tubos) flexíveis para até 2.200 metros e queremos ir mais fundo. Estamos sempre trabalhando em conjunto com os fabricantes de risers flexíveis, há três no mundo e todos estão no Brasil”, informou.

Fonte: Agência Petrobras


Petrobras inaugura primeira estação de tratamento de lodos da América Latina

27, março, 2014 1 comentário

Focando em sustentabilidade, a nova unidade produzirá óleo diesel, gasolina, nafta, propeno, GLP, querosene de aviação, óleo de combustível, asfalto e coque

Ontem (26/03), a Petrobras inaugurou a Estação de Tratamento de Lodos da Refinaria Alberto Pasqualini (Refap), em Canoas (RS). Trata-se da primeira unidade de tratamento de lodos a ser implementada na América Latina. O sistema, que conta com tecnologia para converter parte do resíduo do processamento de petróleo em matéria prima recuperada, possibilita a produção de diesel e gasolina, além de sólidos para injeção no coque (derivado usado na construção civil e combustível industrial).

A Refap é a sexta maior refinaria da Petrobras em carga total de petróleo processado, com capacidade de produção de 200  mil barris/dia. A nova unidade produzirá óleo diesel, gasolina, nafta, propeno, GLP, querosene de aviação, óleo combustível, asfalto e coque.

Redução de resíduos, melhor aproveitamento do óleo residual dos lodos oleosos e eliminação da logística de destinação deste lodo para tratamento fora da refinaria são alguns dos ganhos ambientais propiciados pelo novo sistema.

Segundo a Petrobras, o investimento integra a visão corporativa da companhia, que visa crescer e se desenvolver seguindo princípios sustentáveis.


100 vagas: inscrições para processo seletivo da Petrobras terminam na segunda (17/03)

As vagas estão distribuídas em 16 polos de trabalho para cargos de nível médio e de nível superior

As inscrições devem ser feitas em www.cesgranrio.org.br e passarão a ser válidas somente após a confirmação do pagamento da taxa de R$ 40,00, para os cargos de nível médio, e de R$ 58,00, para os cargos de nível superior. Para os cargos de técnicos de nível médio, a remuneração mínima é de R$ 3.400,47. Para os de nível superior, a remuneração mínima é de R$ 7.501,06. São 89 vagas para carreiras de nível médio e 11 vagas para profissionais com escolaridade de nível superior.

Os candidatos às vagas reservadas às pessoas com deficiência deverão encaminhar correspondência, via Sedex, à Fundação Cesgranrio também até o dia 17 de março, confirmando a pretensão e anexando os documentos discriminados no edital.

As provas serão realizadas em 18 de maio, nas cidades de Belo Horizonte/MG, Campinas/SP, Curitiba/PR, Fortaleza/CE, Macaé/RJ, Manaus/AM, Mauá/SP, Natal/RN, Porto Alegre/RS, Recife/PE, Rio de Janeiro/RJ, Salvador/BA, Santos/SP, São José dos Campos/SP, São Mateus do Sul/PR, São Paulo/SP.

Cargos – nível médio
• Técnico de Exploração de Petróleo Júnior (Rio de Janeiro);
• Técnico de Inspeção de Equipamentos e Instalações Júnior (Pernambuco e Rio de Janeiro);
• Técnico de Logística de Transporte Júnior (Macaé, Rio de Janeiro, Salvador e Santos);
• Técnico de Manutenção Júnior (Santos);
• Técnico de Operação Júnior (Belo Horizonte, Curitiba, Pernambuco, Amazonas, Ceará, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Mauá, Paulínia, Rio de janeiro, Salvador, Santos, São José dos Campos e São Mateus do Sul);
• Técnico de Projetos, Construção e Montagem Júnior (Salvador e Rio de Janeiro);
• Técnico de Segurança Júnior (Macaé, Rio de Janeiro, Salvador e Santos);
• Técnico de Suprimento de Bens e Serviços Júnior (Macaé e São Paulo).

Cargos – nível superior
• Engenheiro de Meio Ambiente Júnior (Macaé e Rio de Janeiro);
• Engenheiro de Produção Júnior (Macaé e Rio de Janeiro);
• Médico do Trabalho Júnior (Pernambuco, Macaé e Rio de Janeiro).

O concurso tem validade de seis meses, a contar da data de homologação, com possibilidade de prorrogação por igual período. A divulgação do resultado final está prevista para 26 de junho. O edital você confere aqui.


Novo ciclo do Prominp prevê capacitar mais de 17 mil profissionais

A partir do primeiro trimestre de 2014, o Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural – Prominp vai novamente ofertar cursos de capacitação de mão de obra para atender à crescente demanda do setor. O novo plano, que foi aprovado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis – ANP, é responsabilidade do Ministério de Minas e Energia – MME.

Os processos de seleção serão conduzidos pelas próprias empresas fornecedoras de bens e serviços do setor, de acordo com a disponibilidade de vagas, que serão anunciadas no site www.prominp.com.br. Os fornecedores, além de indicar as categorias profissionais que necessitam, destinarão, junto com o Prominp, recursos para qualificação dos trabalhadores.

O Prominp, criado em 2006, já formou quase 100 mil profissionais, em 17 estados. Nesta nova fase, a previsão é capacitar mais 17 mil profissionais até 2017. Inicialmente, já no início de 2014, serão ofertadas vagas solicitadas por fornecedores de grandes empreendimentos da Petrobras, entre eles estaleiros incumbidos da construção de plataformas de produção, sondas de perfuração e embarcações de apoio nas regiões de Pernambuco, Espírito Santo, Bahia, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, além de companhias que constroem o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro – Comperj, em Itaboraí (RJ).

Para os próximos dois anos, as principais funções demandadas pelas empresas são: pedreiro, armador, encanador industrial, soldador de estrutura, caldeireiro, soldador naval, pintor industrial offshore, montador de andaime, auxiliar de movimentação de cargas e plataformista.


Santo André tem posto para auxiliar o cadastro de candidatos a fornecedores da Petrobras

O Posto Avançado de Cadastramento – PAC da Petrobras, recém-inaugurado na sede da Agência de Desenvolvimento Econômico do Grande ABC, em Santo André, tem como objetivo esclarecer dúvidas sobre o preenchimento do cadastro eletrônico de candidatos a fornecedores de bens e serviços da Petrobras, que é consultado com frequência para processos licitatórios.

O técnico da Petrobras responsável pelo atendimento é Hamilton Aparecido Boa Vista, que receberá o público na agência até 20 de dezembro, das 8 às 17 horas. O agendamento pode ser feito pelo 0800 282 8484 ou www.petronect.com.br. Nesse site é possível consultar a lista de oportunidades e critérios de compras.

A empresa passará por processo de avaliação de acordo com os critérios estabelecidos para os bens ou serviços que fornece. Com a aprovação, estará habilitada a participar das licitações abertas pela Petrobras.

Rafael Marques, presidente da agência, disse que a missão é aproveitar as oportunidades do pré-sal e do leilão do Campo de Libra. “Muitas empresas têm capacidade instalada de 20 a 30% desocupadas e com potencial muito forte para aproveitar as oportunidades da cadeia do petróleo e gás”, disse.


Após suspeitas de espionagem, Petrobras anuncia investimentos de R$ 4 bilhões em segurança da informação ainda em 2013

Durante audiência pública no Senado Federal, a presidente da Petrobras, Maria das Graças Silva Foster, informou que a gigante do petróleo investirá R$ 4 bilhões em 2013 e R$ 21,2 bilhões no período de 2013 a 2017 em Tecnologia da Informação e Telecomunicações. “Temos na Petrobras, desde o momento em que entramos na companhia, a cultura da segurança da informação”, disse a presidente.

Durante audiência conjunta da Comissão Parlamentar de Inquérito da Espionagem e das comissões de Assuntos Econômicos e de Relações Exteriores do Senado, Foster explicou que a companhia realiza um trabalho constante de monitoramento e proteção de suas informações. “Entre nove de agosto e nove de setembro recebemos 195,9 milhões de e-mails. Destes, 16,5 milhões chegaram aos destinatários”, exemplificou Foster, destacando o filtro rigoroso instalado pela Companhia.

A presidente da Petrobras também ressaltou o Centro Integrado de Processamento de Dados, ao qual o acesso é restrito, e que as informações estratégicas da Companhia não transitam pela internet. “No Centro de Processamento de Dados está o conhecimento de nossa companhia. As informações críticas estão armazenadas em sistema fechado, com criptografia. O acesso ao centro é controlado com biometria, pesagem e monitoramento com câmeras”, afirmou. Além disso, foi informado que, mesmo trabalhando com empresas parceiras e fornecedores, apenas a Petrobras tem acesso as informações, tendo ainda contratos de confidencialidade.


As empresas mais confiáveis do Brasil

A Revista Seleções e o Ibope Inteligência divulgaram o resultado da 12ª Pesquisa Marcas de Confiança, que revela a confiança dos leitores da revista em marcas, instituições e personalidades brasileiras. A amostra, que contou com 1.500 respondentes, reflete o universo de mais de 1 milhão de leitores da Revista Seleções. Neste ano foi apurada a confiança dos leitores em 36 categorias de produtos (ver quadro abaixo), 5 categorias especiais e 7 grupos de personalidades.

Na principal categoria da pesquisa (Marca de Confiança dos Brasileiros), a Nestlé, com 12% dos votos, foi eleita a empresa mais confiável do Brasil, dividindo a liderança com a Petrobras Distribuidora (10%), de acordo com os critérios do Ibope. Em sete anos, é a primeira vez que a Nestlé divide o topo com outra empresa. “É muito gratificante para a Petrobras receber esse prêmio, principalmente no ano de comemoração dos nossos 60 anos. Temos uma relação profunda com a sociedade brasileira, e essa confiança da população é o que nos inspira a vencer desafios”, comemora Diego Pila, gerente de comunicação da Petrobras.

Apenas duas marcas ultrapassaram os 60% no índice de confiabilidade: OMO (79%) e Colgate (64%). E, dez empresas ficaram acima dos 40% de confiança: Coca-cola (55%), Ypê (55%), Visa (55%), Suvinil (54%), TAM (53%), Unimed (48%), Zero-Cal (46%), Brastemp (45%), Nestlé (45%) e Skol (41%).

Categorias especiais. Natura, com 18% dos votos, foi eleita a empresa mais responsável socialmente. Na categoria Instituições/organizações, o troféu de ouro ficou com os Correios, que conquistou 76% dos votos. Bombeiro, com 95% dos votos, pelo nono ano consecutivo, conquistou o primeiro lugar em Profissões. A APAE (86%), AACD (86%), GRAACC (86%) e Instituto Ayrton Senna (84%) dividiram o prêmio da categoria Ongs. Já o Facebook (41% dos votos) foi o campeão da categoria Redes Sociais.

tabela_marcas_confiaveis


Recorde: Petrobras produz 2,139 milhões de barris/dia

O desempenho contribui para a redução das importações de derivados, respeitando integralmente os princípios de Segurança, Meio Ambiente e Saúde – SMS que norteiam as ações da Companhia. Este é o terceiro recorde mensal de processamento de petróleo atingido em 2013.

Segundo a Petrobras, no mês de julho, a carga média processada de petróleo nas suas refinarias no Brasil foi de 2,139 milhões de barris de petróleo por dia (bpd), o que representa um acréscimo de 29 mil bpd frente ao recorde mensal anterior de 2,110 milhões de bpd, obtido em maio de 2013.


Petrobras financia US$ 1,5 bilhão para comprar equipamentos e serviços de empresas japonesas

Hoje (16/07), a Petrobras contratou, no Rio de Janeiro, dois programas de financiamento com o Japan Bank for International Cooperation – JBIC. As duas linhas de crédito, que somam até US$ 1,5 bilhão, terão como lastro as compras, pela Petrobras, de equipamentos e serviços provenientes de empresas japonesas instaladas no Brasil ou no exterior. O contrato tem como base o memorando de entendimento, assinado em outubro de 2012, quando a Petrobras fez uma parceria estratégica com o JBIC.

O banco agente dos referidos programas será o Mizuho Bank, e as linhas de crédito serão financiadas 60% pelo JBIC e 40% por instituições financeiras privadas japonesas, que contarão com seguro do Nippon Export and Investment Insurance (NEXI).