Arquivo

Textos com Etiquetas ‘processos industriais’

Weg comemora 50 anos

13, setembro, 2011 Deixar um comentário

A Weg, fundada em 16 de setembro de 1961 por Werner Ricardo Voigt, Eggon João da Silva e Geraldo Werninghaus, comemora em 2011, 50 anos de fundação.

A empresa, que carrega em seu nome as iniciais de seus três fundadores, firmou-se como um dos maiores fabricantes mundiais de equipamentos elétricos, atuando nas áreas de comando e proteção, variação de velocidade, automação de processos industriais, geração e distribuição de energia e tintas e vernizes industriais.

Inicialmente a Weg produzia somente motores elétricos, mas a partir da década de 80, ampliou suas atividades e passou a produzir equipamentos para automação industrial, transformadores de força e distribuição, tintas líquidas e em pó e vernizes eletroisolantes.

Em comemoração ao marco de 50 anos, a Weg criou um hotsite e a partir do próximo dia 16, uma série de ações para os funcionários e comunidade.

Dentre a programação, há ações comunitárias, casamento coletivo e o sorteio de mais de R$ 1 milhão em prêmios entre os funcionários.

No hotsite você encontra, além de informações sobre as ações, um pouco da história da empresa, veja abaixo:

Linha do tempo: Conta toda a trajetória da WEG, desde sua fundação em 1961 até agora. Utilizando várias fotos, a linha do tempo mostra os principais acontecimentos das décadas de 60, 70, 80, 90 e após o ano de 2000.

Conte sua História: Todo dia uma nova história de um colaborador WEG, contadas por quem vive a empresa todos os dias.

Volta ao Mundo: A cada dia, o perfil de uma filial WEG diferente no Brasil e no Mundo, com curiosidades sobre as cidades e países onde a empresa está instalada.

Prêmios WEG: Durante os 50 anos, a WEG teve diversas conquistas. Um exemplo é o prêmio “Empresas mais Inovadoras do Brasil”, recebido pela Revista Época Negócios em 2010. No hotsite há uma galeria de todos os prêmios que a empresa recebeu nessa trajetória.

Antes e Depois: Neste link há fotos do antes e depois de alguns momentos históricos do grupo WEG, como o início do CentroWEG em 1968, a construção do Parque Fabril II em 1972 e a implantação do CCQ em 1982.

Vídeos: Mensagens de um dos fundadores da empresa, Werner Ricardo Voigt, do diretor presidente, Harry Schmelzer Jr. e depoimentos de colaboradores contando sobre a trajetória dentro da empresa.

Crédito: Wesley Sarto é graduado em Publicidade e Propaganda pela Universidade Metodista de São Paulo e pós-graduado em Marketing pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Desde de 2004 atua na área de comunicação e marketing e desde de 2007 integra a equipe de NEI Soluções.


Produtos de H&P automatizam processos industriais

9, setembro, 2011 1 comentário

O Estudo de Intenção de Compras 2010/2011 realizado por NEI Soluções revela que 8,8% das intenções de compra de nossos leitores recaem na categoria Hidráulica e Pneumática. A indústria em geral, em menor ou maior grau, está envolvida em processos automatizados, buscando soluções que aliem movimento à confiabilidade em sistemas baseados nos princípios da hidráulica e pneumática.

Na realidade, equipamentos de hidráulica e pneumática contribuem para automatizar processos, tornando-os mais precisos, rápidos e confiáveis.

Em suma, a importância da automação no chão de fábrica está ampliando o interesse da indústria por equipamentos de H&P, uma vez que a demanda por mais automação é fator determinante para aumentar a qualidade e a produtividade dos processos industriais.

Para apoiar os profissionais da indústria que têm a responsabilidade de projetar e/ou operar esses sistemas automáticos, pesquisamos e editamos 58 produtos lançados recentemente no mercado. Confira aqui!

Crédito: Lilian Mary Gabriel Lopes é graduada em língua portuguesa pela USP e pós-graduada em literatura brasileira pela UFRJ.


Lições Aprendidas, Logística Reversa e Equipamentos para Reciclagem: um olhar multicultural.

7, junho, 2011 1 comentário

Entrevista realizada pela Profa. Dra. Ana Paula Arbache com o representante da empresa espanhola IMABE IBERICA, sr. Javier Toríbio – Maio de 2011.

Assuntos voltados à logística reversa são de grande interesse para empresários que buscam aliar esta prática ao lucro da empresa. A partir de uma demanda legal, as empresas estão se empenhando para usá-la de forma estratégica e inteligente, buscando aliados para gerar regularidade ambiental e lucro em sua cadeia produtiva. Uma vez que estamos vivenciando, cada vez mais, a troca multicultural de lições aprendidas, procurei conhecer um pouco mais as questões relativas à logística reversa e os equipamentos que podem contribuir para sua prática, a partir de uma empresa espanhola. Em recente entrevista com um representante de máquinas para reciclagem advindas da Europa, foram apresentadas as especificidades e “vantagens” que podem ser agregadas às práticas de logística reversa em nosso cenário. Os questionamentos abaixo foram discutidos com Javier Toríbio Miquel, que representa a IMABE IBERICA no Brasil, e o foco incidiu na questão da viabilidade econômica e na integração das práticas de logística reversa.

O que são e para que servem

A maquinaria da que falamos são máquinas e equipamentos para a recuperação de materiais recicláveis (sucatas, papel, plástico, RSU e RSI) em benefício do meio ambiente e dos processos industriais.

Vantagens dos equipamentos de reciclagem da Europa

• Experiência de mais de 40 anos na fabricação.

• Tecnologia de primeira linha e de vanguarda utilizada na fabricação dos equipamentos.

• Fabricação com aços especiais, para que os equipamentos tenham uma longa vida.

Viabilidade economica

• O custo econômico pela compra dos equipamentos é recuperado em curto prazo.

• No caso da maquinaria para o tratamento de sucata, papel, papelão, etc., consegue-se valorizar o material recuperável e seu preço no mercado é maior, além de contribuir para uma poupança energética (eletricidade, combustível etc.).

• As plantas de reciclagem de RSU não são viáveis economicamente, porque o preço dos materiais recuperados é oscilante; seria viável se fosse imposto um sistema de pagamento de um fee de reciclagem de todas as empresas a um órgão gestor, tal como sucede na maior parte dos países europeus (www.ecoembes.com (Espanha), www.pontoverde.pt (Portugal)).

O que as empresas podem fazer com esses equipamentos para integrar a gestão de logística reversa

• Têm que incorporar os equipamentos como uma parte a mais de seu processo de produção e utilizá-los para reciclar aqueles elementos que foram postos em circulação no mercado como bens de consumo.

• Com a incorporação dos equipamentos, consegue-se minimizar o custo de tratamento dos materiais recicláveis e isso influi no consumo de outras energias, como elétrica ou combustível.

Crédito: artigo escrito por Ana Paula Arbache, sócia diretora da Arbache Consultoria e responsável pelas ações de gestão de pessoas, cidadania corporativa, sustentabilidade ética, social e ambiental.


Novas tecnologias aplicadas a máquinas e equipamentos

13, setembro, 2010 Deixar um comentário

A IMTS – International Manufacturing Technology Show, que acontece de 13 a 18 de setembro de 2010 em Chicago, EUA, é considerada a maior feira de tecnologias de fabricação do Hemisfério Ocidental, devendo contar com aproximadamente 1.200 expositores.

Após trabalho realizado pelo departamento de Pesquisa de NEI – Noticiário de Equipa­mentos Industriais junto aos expositores da IMTS, apresentamos as mais recentes tecnologias aplicadas aos produtos e processos industriais.

Há algum tempo se fala na importância de o Brasil investir e se desenvolver tecnologi­camente para tornar-se mais competitivo, a maioria dessas inovações importada.

A sequência de produtos apresentados AQUI contri­buirá para que você, profissional da indústria, conheça máquinas e equipamentos dotados de novas tecnologias que poderão de fato beneficiar seu negócio.

Crédito: Lilian Mary Gabriel Lopes é graduada em língua portuguesa pela USP e pós-graduada em literatura brasileira pela UFRJ.