Arquivo

Textos com Etiquetas ‘produtos’

Precisamos ser mais competitivos

Todos os dias a indústria está sendo desafiada a inovar e encontrar soluções para produzir melhor e sem desperdício, aproveitando ao máximo seus recursos. É necessário gerenciar processos de modo mais eficaz, identificando onde e como otimizar, e investir na atualização tecnológica do parque fabril, essencial para o aumento de produtividade e eficiência – ganhos que vão impulsionar a indústria a melhorar processos e, consequentemente, reduzir custos operacionais. Cada vez mais o profissional da indústria precisa se atualizar e conhecer as inovações que vão apoiar esses incrementos no chão de fábrica. 

Neste mês, uma seleção de novos produtos de automação hidráulica e pneumática, pesquisados aqui e no mercado externo, revela tecnologias que contribuem para a automatização de processos nos mais diversos segmentos industriais, ampliando o desempenho de máquinas e equipamentos. Você verá tecnologias que promovem a popularização de sistemas de monitoramento e controle, com o compartilhamento de informações via M2M (Machine to Machine) e IoT (Internet of Things) – tudo para facilitar a análise e tomada de decisões. Além disso, essas novas soluções mostram a incorporação cada vez mais frequente da eletrônica, proporcionando aumento significativo da precisão e repetitividade nas aplicações pneumáticas, bem como o uso de novos materiais, capazes de reduzir o peso e o tamanho dos componentes.

As inovações tecnológicas estão acontecendo, principalmente no mercado externo; por isso estamos diariamente empenhados em identificar soluções que cedo ou tarde chegarão à sua empresa. O cenário atual impõe novos desafios – e entendemos que não tem sido fácil para o empresário brasileiro superá-los. No entanto, alguns desses desafios podem ser encarados como oportunidades. A depreciação cambial, por exemplo, é vista como um incentivo às exportações. Mas é preciso que a indústria esteja preparada tecnologicamente para fabricar produtos competitivos no mercado externo.

De acordo com o recém-divulgado Relatório Global de Competitividade 2015/16, elaborado pelo Fórum Econômico Mundial , o Brasil perdeu 18 posições, ocupando hoje a 75ª colocação! À indústria cabe o desafio de superar as diferentes barreiras, que têm origens políticas, econômicas, fiscais, profissionais e também tecnológicas. E, como sempre, contar com um aliado fiel – a Revista NEI, há mais de 40 anos ao lado da indústria brasileira, apresentando mensalmente as novidades em máquinas e equipamentos.


USP realizará neste mês evento gratuito sobre descarte de produtos químicos

O XII Simpósio de Biossegurança e Descartes de Produtos Químicos e Perigosos em Instituições de Ensino e Pesquisa será realizado em 29 de novembro, das 8 às 17 horas, no auditório da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo – FAU da Universidade de São Paulo – USP. Promovido pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas, o evento tem inscrições gratuitas

Os objetivos são fornecer informações técnicas fundamentais, trocar experiências e conhecer novos conceitos de biossegurança e destinação de resíduos químicos perigosos. O evento é recomendado para engenheiros, químicos, professores, pesquisadores, farmacêuticos, bioquímicos, médicos, nutricionistas, biomédicos, biólogos e enfermeiros. Para conhecer a programação completa do simpósio, clique aqui.


Indústria de metal precisa sofrer mudanças radicais, revela pesquisa

As empresas do setor de metais com maior desenvolvimento serão aquelas que aplicarem mudanças radicais nos negócios. É o que aponta pesquisa realizada pela KPMG nomeada “Perspectivas globais para o setor de metais”. A publicação traça panorama e examina tendências e oportunidades em novos mercados com base em entrevistas realizadas com executivos de vários países.

O levantamento também revela que, enquanto entre 2004 e 2008 a consolidação da indústria siderúrgica foi um dos principais motores nas atividades de fusões e aquisições do setor de metais, desde o início de 2012 o mercado sofre desaceleração. “Em parte, isso ocorre porque as organizações de aço estão mais preocupadas com a otimização de custos e com a gestão de carteira de ativos já existentes”, disse Charles Krieck, sócio líder de Indústrias Diversificadas da KPMG no Brasil. “Aqueles que souberem reduzir seus custos, criar produtos e entrar em mercados em desenvolvimento conseguirão vantagem competitiva para sobreviver às turbulências.”

KPMG

O estudo conclui que a indústria de metais deve focar em quatro itens principais: pensar na vantagem competitiva a longo prazo, aprimorar a cadeia de suprimentos, focar em novos mercados e produtos e criar parcerias.

“O ano de 2013 provavelmente será lembrado como período de mudanças fundamentais para o setor. Os mercados com crescimento lento na Europa devem focar na reestruturação e corte de custos, enquanto os países emergentes da Ásia, América Latina e África devem aumentar seus investimentos, visto que ainda há bastante espaço para a modernização das indústrias”, afirmou Krieck.

Para visualizar o estudo completo, clique aqui.


Empresa de TI investirá em infraestrutura, equipamentos e contração de pessoas

A Intercamp, de Campinas-SP, tem novo plano de investimentos, que contempla ações de infraestrutura, aquisição de equipamentos, desenvolvimento de novos produtos, treinamento da equipe, capacitação de novos funcionários, contratações temporárias, reforço da equipe de vendas, pesquisa e desenvolvimento e marketing. O plano envolve ainda migração da atual plataforma para arquitetura em nuvem, que poderá reduzir custos e ampliar o mercado potencial da empresa.

Desde 2011, a companhia amplia seu quadro de funcionários. Atualmente, emprega diretamente 65 profissionais e até dezembro de 2014 a meta é abrir 16 vagas. A empresa é desenvolvedora do software Posto Fácil, sistema para gestão de postos de combustíveis e lojas de conveniência de médio e grande porte. Com o novo investimento, esse programa incorporará novas funcionalidades.

Para a efetivação do plano, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES aprovou financiamento de R$ 2,7 milhões. A operação, no âmbito do Programa BNDES para o Desenvolvimento da Indústria Nacional de Software e Serviços de Tecnologia da Informação – BNDES Prosoft, representa 85% do valor total investido no projeto.


Exército apresenta demanda de produtos e serviços em São Bernardo

Empresários interessados em fornecer produtos e serviços ao Exército Brasileiro podem se inscrever para evento que a prefeitura de São Bernardo do Campo-SP realizará em 24 de julho, na Universidade Metodista de São Paulo. As inscrições devem ser feitas pelo www.industriadefesaabc.com.br.

O encontro terá a participação do comandante logístico e general Marco Antônio de Farias e outros representantes do Exército, que farão palestras sobre os projetos estratégicos da instituição. Na ocasião, os participantes também terão a oportunidade de conhecer as necessidades dos militares em termos de produtos e serviços diretamente com os oficiais responsáveis pelo setor de compras.

Algumas das áreas que oferecem oportunidades de negócios para os empresários são: comunicações e eletrônica; equipamentos aeronáuticos; máquinas, equipamentos e materiais de engenharia; equipamentos e materiais médicos e hospitalares; alimentação e materiais de cozinha; munições e explosivos; fardamentos e equipamentos individuais e coletivos para acampamentos e combates; combustíveis e óleos lubrificantes; armamentos, inclusive armas não letais; e motomecanização – viaturas diversas, carrocerias especiais, reboques e autopeças.

Informações pelo: industria@saobernardo.sp.gov.br, (11) 4348-1000, ramal 2341, com Flávia; ou diretamente na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, Praça Samuel Sabatini, 50, 11º andar, no Centro.


Feimafe 2013: AMT apresenta tecnologias de manufatura dos EUA

Os 21 expositores do pavilhão da The Association For Manufacturing Technology – AMT (Associação Norte-Americana de Tecnologia de Manufatura) mostrarão produtos e serviços para diversas aplicações industriais, incluindo retificação, usinagem por jato de água, torneamento, fresamento, corte e conformação, voltados para os setores automotivo, aeroespacial, de óleo e gás, energia alternativa, eletrodomésticos e outros.

“Os fornecedores de tecnologias de manufatura dos Estados Unidos estão muito interessados em oferecer soluções às empresas brasileiras para que elas se tornem mais eficientes e globalmente competitivas”, disse Mario Winterstein, diretor de desenvolvimento de negócios da AMT. “Esse é um momento com grandes mudanças e crescimento para a economia e a indústria do Brasil e nós queremos desenvolver negócios que permitam a continuação do desenvolvimento e o sucesso da manufatura no País.”


Feimafe 2013: Panambra Zwick expõe sistema de ensaio robotizado

13, maio, 2013 Deixar um comentário

zwick

O “Robô Test P” (portal) é usado para ensaios 100% automatizados em amostras metálicas, como EN 10002-1. Dentre suas principais características, destacam-se:

• É indicado para máquinas de ensaio de materiais de 5 a 2000 kN;
• Suporta 400 amostras, dependendo das dimensões;
• Testa amostras metálicas de até 10 kg;
• Testa diversos materiais em um único sistema;
• Permite que os fixadores de amostras sejam movidos, possibilitando a operação manual;
• Possui controle via controlador industrial mais software de automação autoEdition 2.

Entre os opcionais estão o leitor de código de barras, medidores de dureza, rugosidade e seção transversal, garras de eliminação de amostras, dispositivos de medição de espessura e escalas.

Veja mais detalhes no vídeo abaixo:


Feimafe 2013 – NEI antecipa mais de 40 produtos que serão destaque no principal evento de máquinas-ferramenta do País

6, maio, 2013 Deixar um comentário

A 14ª Feira Internacional de Máquinas-Ferramenta e Sistemas Integrados de Manufatura – Feimafe acontecerá de 3 a 8 de junho, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo. O evento espera reunir 70 mil visitantes e 1.300 marcas nacionais e internacionais, com foco nas novas tecnologias relacionadas a máquinas-ferramenta, automação, controle de qualidade integrado à fabricação, dispositivos, componentes e ferramentas. Alguns desses destaques, pesquisados pela Central de Geração de Conteúdo de NEI Soluções, você confere em NEI.com.br.

Um estande temático também será destaque da feira. Com slogan “Excelência do projeto ao produto” e coordenado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – Senai, o espaço promete mostrar o processo de fabricação de uma peça, desde o desenvolvimento do projeto, a partir de sistemas relacionados à Tecnologia da Informação – TI, como CAD-CAM e Product Lifecycle Management – PLM, até a medição tridimensional.

A Feimafe 2013 acontece no momento em que a indústria brasileira dá alguns sinais de retomada. Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos – Abimaq, no mês de fevereiro o setor faturou R$ 5,981 bilhões, representando alta de 13,9% em relação ao mês anterior. As exportações somaram US$ 719,03 milhões, acréscimo de 2,7%. Os 72% do Nível de Utilização da Capacidade Instalada – NUCI apontados no segundo mês do ano representam alta obtida de 0,8%. Pelo segundo mês consecutivo, em fevereiro o volume de pessoas empregadas aumentou 0,9% frente a janeiro.

Em relação às perspectivas sobre o cenário econômico, o empresariado brasileiro está mais otimista. De acordo com a Sondagem Industrial, realizada em março pela Confederação Nacional da Indústria – CNI, nos próximos seis meses a indústria nacional prevê aumento da demanda, das exportações, da compra de matérias-primas e do emprego. O indicador de demanda saiu de 59,8 pontos para 60,7 pontos, o de exportações das pequenas, médias e grandes empresas atingiu média de 53,9 pontos, o de compra de matérias-primas subiu para 58,4 pontos e o de número de empregados alcançou 53,3 pontos. Os indicadores da pesquisa variam de zero a cem. Acima de 50 indicam previsão positiva.

Pesquisa divulgada pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo – Fiesp reafirma as expectativas da CNI, mostrando que em março a percepção dos empresários em relação ao cenário econômico melhorou: 56,8 pontos contra 52,2 pontos da medição de fevereiro. Além disso, ainda segundo a Fiesp, a soma da atividade industrial paulista nos dois primeiros meses do ano foi 2,8% maior frente ao mesmo período de 2012.

A previsão de recuperação também é apontada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES. Entre 2013 e 2016, os investimentos devem crescer cerca de 30% frente ao quadriênio 2008-2011, alcançando R$ 3,807 trilhões. Só os segmentos de logística, devido aos investimentos de infraestrutura, e petróleo & gás, em função do pré-sal, investirão R$ 584 bilhões nos próximos anos.

Os incentivos
Redução das tarifas de energia elétrica, queda contínua das taxas de juros, benefícios financeiros para estimular a inovação e prorrogação da taxa reduzida do Imposto sobre Produtos Industrializados – IPI (principalmente para automóveis e caminhões) são os já conhecidos incentivos do governo para – e que devem – aquecer o mercado industrial. No pacote, vale destacar o Plano Inova Empresa e o Programa de Sustentação do Investimento – PSI, além dos altos investimentos em obras de energia e infraestrutura, em função dos grandes eventos esportivos.

Recém-anunciado pela presidenta Dilma, o Inova Empresa é um plano de investimento em inovação que prevê a articulação de diferentes ministérios e a liberação de apoio financeiro por meio de crédito, subvenção econômica, investimento e de financiamento a instituições de pesquisa. Até 2014 serão investidos R$ 32,9 bilhões em inovação. Destinado a empresas brasileiras de todos os portes que tenham projetos inovadores, inclusive as do setor industrial, o plano objetiva aumentar a produtividade da indústria nacional através da inovação tecnológica em produtos, processos e serviços – condição essencial para tornar o produto nacional mais competitivo.

Com orçamento de R$ 100 bilhões, o Programa de Sustentação do Investimento – PSI é uma linha de crédito que financia a compra de bens de capital (máquinas e equipamentos) e investimentos em tecnologia e inovação. Do total, R$ 85 bilhões são recursos próprios do BNDES, e os R$ 15 bilhões restantes estão com os principais bancos privados e públicos. A ideia do governo federal é aumentar em 8% o volume de investimentos, contribuindo para “um crescimento vigoroso do Produto Interno Bruto – PIB nacional”, como afirma Guido Mantega, ministro da Fazenda.

A promessa do PSI é agilizar a liberação de recursos com taxas e prazos convidativos. No caso de bens de capital, a taxa de juros no primeiro semestre de 2013 é de 3% ao ano e o prazo é de até 120 meses, incluída a carência de 3 a 36 meses. Para ver em detalhes os itens financiáveis, taxas e prazos, acesse bit.ly/10uMhQe.


Wurth amplia linha de negócios com metal

A multinacional alemã Wurth expande atuação no mercado nacional com a abertura de uma nova área de negócios: a Metal Puro. A empresa já atua no segmento por meio de produtos e serviços oferecidos pela divisão Metal, que atende metalúrgicas e demais empresas do setor. A diferença está na forma de abordagem de ambas. A Metal é focada na manutenção em indústrias e grandes construções. Já a Metal Puro trabalha com a produção de uma linha de produtos acabados.

“A Metal Puro foi criada para segmentar a atuação da companhia e trabalhar com uma nova linha de produtos, focada nos clientes que trabalham com transformação, corte e furo, solda e montagem do metal”, explicou José Castellon, diretor da nova divisão.

A nova área de negócios terá inicialmente cerca de 100 produtos específicos comercializados no País, sendo 85 importados e 15 nacionais. A projeção é chegar até o final do ano com cerca de 300 itens. Os produtos atenderão as empresas que atuam com acabamento, instalação e manutenção do metal, as que fabricam carrocerias, baús refrigerados, reboques, estruturas metálicas, portões automáticos e esquadrias de alumínio, além das empresas de usinagem e caldeiraria.


Os produtos que mais chamaram a atenção em NEI.com.br

A seção Campeões de Interesse reúne os produtos incluídos no NEI.com.br entre julho/2011 e junho/2012 que mais despertaram o interesse dos usuários desse site, medido pela soma dos cliques que cada notícia recebeu nos campos: telefone, e-mail, imprimir e site do fabricante.

Todas as notícias de produtos divulgadas no espaço editorial nesse período foram classificadas em um dos 39 segmentos adotados por NEI Soluções e relacionadas em ordem decrescente de interesse dentro de cada um. A quantidade de produtos campeões de cada segmento é proporcional ao interesse que ele próprio despertou entre os usuários do NEI.com.br.

A seção indica as necessidades mais urgentes dos compradores do mercado industrial, oferecendo uma visão do comportamento desse mercado.

Devido à metodologia adotada para a identificação dos Campeões de Interesse, nem todos os segmentos contemplam produtos nessa seção. 

Para ter os produtos campeões publicados nessa edição, os fornecedores foram contatados para atualizar as informações cadastrais das empresas e confirmar se os produtos continuam disponíveis no mercado ou sofreram aprimoramentos. 

Confira em NEI.com.br os 81 Campeões de Interesse, 26 deles com vídeo, distribuídos aleatoriamente nas páginas.

Conheça os 39 segmentos adotados na classificação das notícias divulgadas em NEI.com.br.
Acessórios, ferramentais para máquinas
Adesivos, revestimentos e abrasivos
Armazenagem
Automação industrial
Bombas
Componentes elétricos
Componentes eletrônicos
Componentes hidráulicos
Componentes mecânicos
Componentes pneumáticos
Computadores, hardwares
Comunicação
Conexões para tubulações
Controle ambiental
Detecção e controle
Elementos de fixação
Equipamentos para fábricas
Equipamentos, aparelhos elétricos
Equipamentos, aparelhos eletrônicos
Ferramentas manuais
Ferramentas motrizes
Ferramentas perecíveis
Filtragem
Instalações industriais completas
Máquinas especiais
Máquinas operatrizes
Matérias-primas, consumíveis
Medição e inspeção
Miscelâneas
Movimentação e transporte
Plástico e borracha (peça/produtos)
Produtos químicos
Proteção e segurança individual
Proteção e segurança patrimonial
Softwares
Suprimentos para informática
Transmissão, redutores
Válvulas
Vedações