Arquivo

Textos com Etiquetas ‘Rússia’

Brasil, o novo ponto focal para a gestão de investimentos

9, abril, 2012 1 comentário

O Brasil é atualmente uma das mais importantes potências econômicas do mundo, figurando entre as dez maiores economias globais quando o critério considerado é a paridade do poder de compra. Em relação aos parceiros do grupo dos BRIC, o Brasil está posicionado à frente de Rússia e Índia e desfruta de um ambiente macroeconômico relativamente estável, com a confiança entre consumidores e investidores se fortalecendo continuamente. Embora, na paridade do poder de compra, o País ainda esteja atrás da China, pesquisa recente realizada pela Coller Capital e a EmergingMarkets Private EquityAssociation mostra que o Brasil ultrapassou a China como o mercado mais atraente para o fechamento de negócios dos gestores de fundos no médio prazo.

A inflação foi trazida a patamares aceitáveis, apesar de ter atingido os 6,5% no acumulado de 2011, nível considerado limítrofe para as autoridades brasileiras. Já a taxa de juros continua alta, mas ainda assim, o Brasil mantém uma atitude hospitaleira para os fundos de investimentos e os hedge hunts, e reconhece a necessidade de atrair investimentos estrangeiros para apoiar o desenvolvimento continuado da economia e da infraestrutura. A combinação de altos retornos e um regime regulatório favorável está transformando o Brasil em um novo ponto focal para a gestão de investimentos.

O setor de gestão de investimentos brasileiros está maduro, bem gerido e regulamentado de maneira eficiente. Todos os fundos devem ser registrados junto à Comissão de Valores Mobiliários – CVM e à Associação Brasileira de Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais – Anbima, que opera um sistema de autorregulaçãoe bem visto pelos investidores. O mercado se mostra transparente, com as atualizações diárias de valores ativos e o detalhamento das carteiras disponibilizados na internet.

Enfim, a necessidade existente do Brasil em captar investimentos é notória, especialmente, no segmento de infraestrutura e, principalmente, no setor de transportes. Adicionalmente, o país está prestes a sediar a copa do mundo em 2014 e os jogos olímpicos de 2016. Ambos irão requerer grandes investimentos estruturais. Somente a cidade do Rio de Janeiro necessitará de US$ 36 bilhões até 2016. Desta forma, o setor de gestão de investimentos brasileiro está decididamente aberto aos negócios, contribuindo significativamente para as necessidades nacionais e para seu desenvolvimento pleno.
O artigo “Brasil, o novo ponto focal para a gestão de investimentos” foi editado pela Central de Conteúdo de NEI Soluções com base nas informações fornecidas por Marco André Almeida e Lino Júnior, sócios da empresa KPMG do Brasil.