Arquivo

Textos com Etiquetas ‘Siderúrgica’

Indústria de metal precisa sofrer mudanças radicais, revela pesquisa

As empresas do setor de metais com maior desenvolvimento serão aquelas que aplicarem mudanças radicais nos negócios. É o que aponta pesquisa realizada pela KPMG nomeada “Perspectivas globais para o setor de metais”. A publicação traça panorama e examina tendências e oportunidades em novos mercados com base em entrevistas realizadas com executivos de vários países.

O levantamento também revela que, enquanto entre 2004 e 2008 a consolidação da indústria siderúrgica foi um dos principais motores nas atividades de fusões e aquisições do setor de metais, desde o início de 2012 o mercado sofre desaceleração. “Em parte, isso ocorre porque as organizações de aço estão mais preocupadas com a otimização de custos e com a gestão de carteira de ativos já existentes”, disse Charles Krieck, sócio líder de Indústrias Diversificadas da KPMG no Brasil. “Aqueles que souberem reduzir seus custos, criar produtos e entrar em mercados em desenvolvimento conseguirão vantagem competitiva para sobreviver às turbulências.”

KPMG

O estudo conclui que a indústria de metais deve focar em quatro itens principais: pensar na vantagem competitiva a longo prazo, aprimorar a cadeia de suprimentos, focar em novos mercados e produtos e criar parcerias.

“O ano de 2013 provavelmente será lembrado como período de mudanças fundamentais para o setor. Os mercados com crescimento lento na Europa devem focar na reestruturação e corte de custos, enquanto os países emergentes da Ásia, América Latina e África devem aumentar seus investimentos, visto que ainda há bastante espaço para a modernização das indústrias”, afirmou Krieck.

Para visualizar o estudo completo, clique aqui.


Compromisso – indústria do aço promete eliminar o consumo de carvão ilegal

Eliminar, ao longo dos próximos quatro anos, o consumo de carvão vegetal de origem ilegal. Esse é o objetivo do Protocolo de Sustentabilidade assinado neste mês de abril por representantes da indústria do aço.

Segundo o protocolo, a partir de 2016, 100% do carvão vegetal necessário à produção do aço deverá ser proveniente de florestas plantadas pela própria indústria siderúrgica. Caso haja necessidade de complementação do insumo, os empresários exigirão documentos oficiais que comprovem a origem legal do carvão comprado de terceiros.

Além de minimizar o impacto ambiental, com essas medidas a indústria do aço espera contornar alguns conflitos da atividade, que é associada historicamente a práticas de desmatamento, trabalho em condições degradantes e poluição. “Atualmente, 80% da produção de carvão vegetal é proveniente de florestas plantadas pela indústria siderúrgica, 10% de florestas plantadas por terceiros e 10% de resíduos [de madeireiras]. Agora, estamos buscando autossuficiência das nossas florestas”, diz André Gerdau Johannpeter, presidente do Conselho Diretor, departamento responsável pelas diretrizes e estratégias do Instituto Aço Brasil.